Este é um assunto que gera discussão entre especialistas (e não especialistas) já há décadas, talvez séculos.

Estes dois irmãos gêmeos decidiram embarcar num derradeiro teste que talvez possa trazer alguma luz à resposta ao debate do que é melhor, se comer carne ou se ser vegano. Nada mais simples, um virou vegano, o outro seguiu a comer carne.

Durante 12 semanas, Ross e Hugo Turner iniciaram então um processo no qual um deles mudou para uma dieta baseada em vegetais, enquanto o outro seguiu a consumir carne e derivados (laticínios, etc) e também peixe.

Para equilibrar ainda mais os pratos da balança, nesse estudo, feito pelo King´s College London, ambos foram obrigados a consumir a mesma quantidade de calorias, seguir uma mesma rotina e treinos.

“Eu mergulhei na dieta vegana e isso realmente afetou meu corpo”

Hugo, depois de sentir diminuição de energia, teve de aumentar a ingestão de frutas e nozes para manter os níveis de açúcar e disse que em alguns dias não se sentia com energia suficiente para quando fazer exercício.

Já para o outro irmão, o nível de energia manteve-se normal.

No final das 12 semanas, o irmão que virou vegano perdeu peso e viu o seu colesterol baixar, enquanto que o carnívoro ganhou gordura e massa muscular. Enquanto o primeiro baixou o seu percentual de gordura de 13 para 12%, o segundo, não vegano, viu o seu percentual de gordura subir de 13 para 15%.

Vejam por vocês próprios mais detalhes de como correu o experimento:





Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!