O ex-jogador sofreu várias críticas nos últimos 16 anos por essa notícia. Sempre que havia algo relacionado a ele, sendo notícia, imagem ou algo do tipo, uma enxurrada de críticas surgia.

Antes de 2006, que foi o ano que tudo ocorreu, Pelé só recebia críticas sobre a sua relação de pouco envolvimento em causas sociais e política.

Um dos pontos negativos do “Rei do Futebol” era não se posicionar publicamente contra o racismo e também de não se posicionar contra a Ditadura Militar.

Apesar disso, desde 17 outubro de 2006, virou alvo de críticas nas redes sociais.

Nesse dia, sua filha Sandra, faleceu em Santos, vítima de câncer.

Pelé teve sua filha junto com sua empregada doméstica em 1963. Entretanto, o ex-jogador não quis reconhecer sua filha e ela entrou na luta em 1992.

Dessa forma, mesmo com o exame de DNA dando como positivo, Pelé recorreu a decisão na justiça.

Além de só reconhecer a paternidade na Justiça, ainda assim depois de recorrer várias vezes, Pelé não compareceu ao velório de Sandra. Apenas a enviou flores, que foram recusadas pela mãe de Sandra.

Imagem de Capa: Getty Images





Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!