Conhecido por ser um estimulante, devido ao facto de possuir cafeína, e ser uma fonte de antioxidantes, o café já faz parte da rotina diária da maioria das pessoas, havendo mesmo quem beba mais do que uma xícara por dia. Se também tu fazes parte deste grupo de apaixonados por café, então fica a saber que tenho uma boa notícia para ti.

De acordo com um estudo dirigido pelo Instituto UK Biobank, no Reino Unido, e patrocinado  pelos Instituto Nacional do Câncer, Instituto Nacional de Saúde e a Escola de Medicina Feinberg, também do Reino Unido, o consumo de café pode realmente aumentar o teu tempo de vida.

Durante os anos de 2006 e 2016, os pesquisadores acompanharam a vida de 500 mil pessoas não grávidas e não fumantes, entre 38 e 73 anos, sendo a maioria (54%) mulheres, que consumiam entre 0 e 8 xícaras de café diariamente, calculando assim as taxas de risco e relação entre a quantidade de consumo de café e a taxa de mortalidade.

Ao fim de 10 anos de acompanhamento, das 500 mil pessoas participantes, 14.225 já haviam falecido, tendo sido então comprovado que o consumo de café é inversamente proporcional aos óbitos. Ou seja, aqueles que tomavam mais café viviam mais tempo, independente do tipo de café, tendo sido estudados tanto instantâneo, como o moído e o descafeinado.

A pesquisa teve como ponto principal relacionar a longevidade e o consumo de café em pessoas que têm um escore genético do metabolismo alterado, ou seja, aquelas que processam o café de forma mais rápida ou lenta. Contudo, também nestas foi verificada uma maior longevidade.

Ainda assim há que ter atenção que o consumo exagerado desta bebida poderá ser prejudicial à saúde, por isso, apesar de poderes beber café diariamente, há que o fazer de forma moderada. Assim sendo, não te ponhas a beber café “à doida” e pensa primeiro na tua saúde.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!