O mundo todo acompanhou ansiosamente a missão desesperada dos socorristas na busca de resgatar o menino Rayan em segurança em Chefchaouen, no norte do Marrocos.

A criança, de cinco anos, caiu mais de 30 metros na abertura de um poço na terça-feira, 01 de fevereiro, enquanto brincava nas proximidades.

Reprodução

Rayan permaneceu encolhido no fundo do poço que estava em desuso e que se estreitava à medida que descia 45 cm de largura no topo, impedindo que os socorristas descessem para puxá-lo para cima.

O momento da retirada de Rayan através de um tùnel cavado paralelamente ao poço, mostra uma grande quantidade de trabalhadores de emergência e voluntários carregando o menino para uma ambulância depois que ele foi finalmente foi libertado.

Seu resgate inicialmente provocou uma enorme onda de alegria, mas os comunicados logo confirmaram que ele não havia sobrevivido.

Centenas de pessoas juntaram esforços para salvar Rayan quando as notícias de sua situação se espalharam, e os médicos estavam à disposição enquanto as equipes se aproximavam de sua localização.

Diversos trabalhadores com escavadeiras mecânicas realizavam a delicada e perigosa operação, mas eram constantemente atrasados por pedras e ameaçados pela ameaça de deslizamento de terra.

Conhecidos e moradores se reuniram com a família de Rayan no local de resgate, onde cantaram “Deus é o maior” enquanto oravam por boas notícias.

O esforço para salvar Rayan tomou conta das pessoas em todo o Marrocos e multidões se reuniram-se em uma vigília ao redor do poço na vila de Ighran para assistir o trabalho de toda a equipe de resgate.

Infelizmente, a corrida para salvar Rayan, de apenas 5 anos preso no poço com mais de 30 metros por quatro dias teve seu fim trágico. O esforço e a fé não foram suficientes. O pequeno Rayan foi retirado pelo túnel já sem vida.

Imagem de Capa: Reprodução

VEJA TAMBÉM






Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!

41 COMENTÁRIOS

Comments are closed.