A pequena Luna Tavares-Fenner nasceu em março de 2019 com uma enorme mancha escura no rosto, que parecia uma máscara do Batman cobrindo grandes partes de seu rosto.

Sua mãe, Carolina Fenner, ficou apavorada. A bebê foi diagnosticada com Nevus Melanocítico Congênito, que são pintas escuras formadas pelo acúmulo anormal de melanócitos em determinadas regiões da pele.

Depois de um tempo, alguns amigos da família iniciaram a campanha ‘Somos Todos Luna’ onde recebiam muitas fotos de pessoas do mundo inteiro que pintaram seus rostos pintados como a Luna dando uma repercussão muito positiva e arrecadando dinheiro, não só para os procedimentos cirúrgicos, mas para os custos fixos e extras que não são poucos.

A menina de dois anos vem realizando procedimentos para remover sua marca de nascença em uma operação pioneira, e para isso, teve que ir dos Estado Unidos, onde vivem, até à Rússia para fazer tratamento.

Ela estava recebendo terapia fotodinâmica – um tratamento ainda não disponível nos Estados Unidos. Seu médico Pavel Popov disse: “Luna já começou a falar e ela mesma diz: ‘Minha mancha escura sumiu. Eu sou uma princesa’.”

A cirurgia foi realizada em uma clínica em Krasnodar – uma cidade russa próxima à Ucrânia em meio à alta tensão entre os dois países.

“Tivemos apenas seis operações para remover o nevo e conseguimos fazê-lo desaparecer”, disse o Dr. Popov. A principal parte médica da tarefa está cumprida, mas isso não significa que o tratamento terminou.

Luna está se recuperando bem e após o tratamento irá fazer as cirurgias estéticas.

Carolina, uma cidadã norte-americana de origem brasileira, e seu marido Thiago Tavares, 33, arrecadaram milhares de dólares para o tratamento de sua filha em Krasnodar na Rússia e também contaram com o apoio de um doador russo anônimo que eles chamaram de “milagre”.

Imagem de Capa: Instagram

VEJA TAMBÉM






Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!