Em 2009, o filme de animação ‘’Up, altas aventuras’’, da Disney, conquistou o mundo.

É uma história comovente sobre o Sr. Frederickson, que viaja em sua própria casa, por meio de balões de gás, a fim de realizar o último desejo de sua esposa. A viagem é acompanhada por um jovem escoteiro, que ao longo da trama, torna-se o melhor amigo daquele senhorzinho.

Uma coisa que você pode não ter percebido, porém, é que a casa do filme que se destaca entre os arranha-céus foi baseada em uma casa real. Esta casa.

Na cidade de Seattle, Estados Unidos, uma teimosa idosa de 84 anos, recebeu uma proposta irrecusável: vender a sua casa por 1 milhão de dólares, para que fosse construído um shopping center em toda a área.

Apesar do alto valor oferecido, Edith Macefield, ela recusou-se a vender sua singela casa. Os compradores foram insistentes, mas ela sempre recusava todas as propostas. Nenhum dinheiro a faria abrir mão de sua adorável casinha, local onde viveu momentos de muitos anos.

Reprodução

Portanto, não restou outra alternativa à empresa interessada em comprar o imóvel. O shopping foi construído ao redor da casa de Edith.

Sua casa, simples e charmosa entre os gigantescos prédios do shopping, serviu de inspiração para a casa de Up. E, assim como no filme, Edith Macefield também encontrou uma grande e verdadeira amizade.

Reprodução

Barry Martin, um supervisor de construção que estava trabalhando no complexo ao redor de sua casa, lentamente fez amizade com Edith.

Mesmo quando jovem, Edith era notavelmente forte. Ela contava a Barry histórias de seu passado que eram tão extraordinárias que ele não tinha certeza se eram verdadeiras. Mas uma coisa era certamente verdade. Ela cresceu e se tornou uma mulher forte e resiliente.

Com o tempo, Barry se aproximou cada vez mais de Edith. Ele lhe dava carona, verificava como ela estava e até fazia visitas de emergência se ela não estivesse se sentindo bem.

Quando a construção do shopping começou, Berry não deixou Edith nem por um instante. Como um fiel amigo, além de compartilhar os melhores momentos, ele garantia o bem estar de Edith em meio a toda turbulência da construção.

Infelizmente, com o passar do tempo, Edith ficou muito doente quando desenvolveu câncer no pâncreas. A idosa faleceu em 2008, deixando uma história de coragem, convicção e amizade.

Edith Macefield deixou a casa para o seu melhor amigo. Não haveria pessoa melhor para herdar!

Atualmente, a casa recebe muitos visitantes e para homenagear a idosa, os visitantes deixam preso ao portão um balão colorido, como forma de registrar a presença e trazer à memória o filme ‘’Up, altas aventuras’’.

Reprodução

Certamente, Edith ficaria orgulhosa de perceber que muitos são inspirados por sua história.

Imagem de Capa: Reprodução





Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!