Uma jovem mãe, de apenas 20 anos, há cerca de 2 meses colocou um piercing no lábio inferior da boca, que depois causou uma grave infecção cerebral.

Trinta dias depois do procedimento, Andressa Souza começou a apresentar febre alta e muita dor de cabeça e por isso recorreu ao hospital, em Itaporã, no estado do Mato Grosso do Sul, Brasil. Como Andressa não melhorava, os médicos a encaminharam para o Hospital da Vida, na cidade de Dourados, para fazer uma ressonância magnética e descobrir o que realmente estava causando os sintomas.

Antes mesmo de ser transferida Andressa piorou, e após as avaliações de diagnóstico constatou-se uma infecção que possivelmente foi causada devido ao recente piercing colocado.

“A gente pensou que fosse dengue, porque dias antes eu tive. Mas o médico estava achando estranho ser dengue, porque ela não melhorava. Depois de três dias mandaram ela para Dourados, pra fazer uma ressonância. Ela teve uma parada, a pupila dilatou. Ela já saiu daqui entubada”, disse Maria Aparecida Silva Oliveira, mãe de Andressa, de acordo com publicação do Campo Grande News.

Mãe de um menino de apenas 3 anos, Andressa teve choque séptico e encefalite e morreu no sábado, em Dourados.


Pelas análises, descobriu-se que a infecção que começou no lábio alcançou a corrente sanguínea e atingiu o cérebro, provocando a encefalite. O choque séptico corresponde a uma infecção generalizada no organismo.

A mãe da jovem não sabe informar onde a filha fez o procedimento para colocar o piercing, e que somente recorda da filha dizer que pagou R$ 60,00.

“Só digo uma coisa. Os médicos fizeram de tudo que estava ao alcance deles para trazerem ela de volta à vida”, disse Maria Aparecida, afirmando que não foi negligencia do hospital.

Imagem de Capa: Facebook

VEJA TAMBÉM






Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!