Os seres humanos estão cada vez mais dependentes das novas tecnologias, isso é um facto! Mas até que ponto?? A verdade é que a maioria de nós já não vive sem o seu smartphone, chegando mesmo ao ponto de deixarmos de socializar pessoalmente com os nossos amigos para passarmos a ter “encontros virtuais”. E nem mesmo na hora de nos deitarmos para dormir conseguimos deixar de mexer no telemóvel, aproveitando para dar uma última vista de olhos às ultimas publicações no nosso feed de notícias do Facebook ou no Instagram.

Mas será isso saudável? Será que isso não prejudica a nossa qualidade de vida e até os nossos relacionamentos?

Um estudo realizado pelas pesquisadoras Nicola Hughes e Jolanta Burke, da Escola de Psicologia da Universidade de East London, Londres, encontrou evidências de que manter os telemóveis fora do quarto melhora não só o nosso sono como o nosso bem-estar mental e felicidade.

Segundo Nicola, a ideia de realizar o estudou partiu de um artigo que esta leu onde o autor confessou que carregava o seu telemóvel na sala a fim de manter o seu quarto um “santuário” livre da invasão tecnológica. Assim, esta decidiu testar se realmente haveria impactos reais e mensuráveis, tanto para o bem, como para o mal, ao limitar o uso de tecnologia no quarto.

Para o estudo, Nicola e Jolanta contaram com 95 participantes, tendo sido pedido a 49 deles que deixassem de usar o seu telemóvel no quarto durante uma semana, e aos restantes 46 que continuassem a usar o seu telemóvel de forma normal, incluindo no quarto.

Após o período experimental, o participantes que deixaram de usar o telemóvel no quarto reportaram que não só sentiram melhorias na sua qualidade de vida, como começaram a dormir melhor, o sentimento de ansiedade reduziu e até as suas relações melhoraram. Aliás, mais de metade dos participantes (74,5%) que dormiram uma semana sem o seu telemóvel no quarto disseram que possivelmente iriam continuar a fazê-lo.

Mas atenção, não estamos com isto a dizer que deves deixar de ter telemóvel e que as novas tecnologias são “más”, até porque da mesma forma que elas podem ter um impacto negativo na nossa vida, também podem ter um impacto positivo, tudo depende da forma como nós as usamos.

“A tecnologia veio para ficar e, como está claro que os impactos positivos e negativos resultam da forma como nos envolvemos com a tecnologia, o importante é entendermos quais são os impactos negativos e como eles podem ser evitados, para que possamos aprender a usar a tecnologia de maneira a que esta melhor a nossa vida, e não de maneira que seja prejudicial”, disse Nicola ao PsyPost.

Ver também: Fotógrafo remove telemóveis das fotografias para destacar este terrível vício

Contudo, a clara dependência que o ser humano tem do seu smartphone é perceptível na apreensão que muitas pessoas que participaram no estudo tiveram quanto ao ficarem impossibilitadas de usar o seu telemóvel durante um período de tempo.

Uma das coisas mais esclarecedoras que encontrei durante a experiência de pesquisa (isto é, na fase de planejamento em que discuti as ideias com colegas e a fase de recrutamento onde procurava participantes) era o medo evidente das pessoas em participar”, disse Nicola. “A ideia de não poderem levar o telefone para o quarto à noite, ou olharem para ele sempre que quisessem, incutiu preocupação e resistência em muitas pessoas.”

Assim sendo, que tal começares a deixar o teu telemóvel na sala antes de te deitares para dormir? Não só vais dormir melhor, como a tua relação com o(a) teu(tua) companheiro(a) – se tiveres, claro! – vai certamente melhorar! 😉

VEJA TAMBÉM




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!