Para muitos médicos a sua profissão é muito mais do que o seu trabalho, é a sua vida e a sua forma de lidar com os outros, e é precisamente por isso que Ivan Fontoura, um médico pediatra de 92 anos, continua a ajudar a comunidade Praia de Leste, em Pontal do Paraná, no estado do Paraná, atendendo crianças gratuitamente todas as segundas e quintas-feiras no posto de saúde local.

Irmão do actor Ary Fontoura – o Antero de A Dona do Pedaço, este decidiu demonstrar o seu orgulho e admiração pelo trabalho solidário do seu irmão, fazendo uma linda homenagem no seu perfil do Instagram.

Segundo Ivan, este não pretende parar de exercer a sua profissão tão cedo, esperando poder continuar o seu trabalho até realmente não conseguir mais.

“Eu vou até quando não poder mais. Eu quero morrer em pé. Fisicamente eu sofro, trabalhando sem parar, descansando só para tomar um café, mas ser médico é isso. Depois, a gente se recompõem e continua”, disse numa entrevista à Banda B.

Acompanhado pela esposa Eva, também ela enfermeira, todas as segundas e quintas-feiras, o casal se disponibiliza para ajudar as crianças de forma completamente gratuita.

“Eu já ganhei dinheiro que dá pra viver. Sempre estive ligado as crianças com necessidades, na parte social, e quis continuar. Havia necessidade de ajudar aqui, porque o povo me conhece e acaba pedindo. Agora então, com o apoio da Secretaria de Saúde, faço isso de forma organizada. Minha esposa me ajuda muito, é uma grande parceria”, contou.

Formado em 1951 pela Universidade Federal do Paraná, Ivan possui pós-graduação e Mestrado na Universidade da Califórnia, além de Doutorado em Sourbone, na França, tendo a sua paixão pela medicina surgido quando era ainda criança, após ter recebido a visita de um cirurgião.

“Eu vi o atendimento dele e aquilo foi mágico. Devagarinho, fui estudando e sempre pensando em ser médico. A Medicina deu muito trabalho, mas é uma fonte de muita alegria. Compensa muito”, disse Ivan.

Graças ao seu trabalho e dedicação, o médico recebeu as duas principais honrarias do Conselho de Medicina do Paraná: o Diploma de Mérito Ético-Profissional, por 50 anos dedicados à atividade; e a Medalha de Lucas – Tributo ao Mérito Médico, pelo seu trabalho médico-social, sendo um verdadeiro exemplo de inspiração não só para outros profissionais da área, como até para a sua própria família, tanto que um filho e os quatro netos acabaram por se tornar médicos.

Imagem de capa: Reprodução

VEJA TAMBÉM




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!