Tenho muito orgulho disso“, disse Tim Cook de 57 anos, presidente-executivo da Apple à jornalista Christiane Amanpour numa entrevista à CNN nesta quarta-feira (dia 24).

Apesar de já ter assumido a sua orientação sexual há cerca de quatro anos atrás, tendo sido um dos pioneiros das grandes empresas a posicionar-se sobre a sexualidade, voltou a falar sobre o assunto, referindo mesmo que isso havia sido o melhor presente que Deus lhe tinha dado.

Segundo Tim, este decidiu tornar pública a sua homossexualidade após ter recebido diversas cartas de crianças que sofriam de bullying e outros tipos de abuso devido à sua orientação sexual.

“Precisava de fazer algo por elas“, disse Tim.

Além de Cook, executivos de empresas de novas tecnologias como Peter Thiel, cofundador e presidente do PayPal, Peter Arvai, do Prezi, Joel Simkhai, da aplicação Grindr, Jon Hall, veterano da computação do sistema Linux, e Chris Hughes, um dos cofundadores do Facebook, já manifestaram as suas orientações sexuais publicamente ou dedicaram-se a causas de diversidade.

Felizmente começamos a viver num mundo cada vez mais aberto e tolerante, apesar de mesmo assim, ainda existir muita discriminação para com pessoas “diferentes”.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!