O ex-jogador de futebol, colunista e comentarista de futebol brasileiro – e também polêmico por passar por muitos problemas em sua vida pessoal -, Walter Casagrande Júnior compartilhou sua opinião sobre como torcedores e o próprio evento da Copa do Mundo julgou o possível relacionamento de Mbappé com uma mulher trans.

Veja a seguir o artigo, que foi publicado no site da UOL:

“Depois de uma espetacular final de Copa no Catar, a única do século que coloca frente a frente os dois melhores jogadores do mundo, e o assunto mais falado é o possível relacionamento do craque Mbappé com a modelo trans Ines Rau.

Qual é o problema? Nenhum. O problema está com quem se incomoda com ele. O problema está na mente doentia de quem faz ataques grosseiros, transfóbicos e preconceituosos contra ela.”

Casagrande desabafou por que a companheira do jogador não iria à Doha assistir a final da Copa, que com conivência da Fifa, o país criminaliza as pessoas LGBTQIA+.

Os dois foram alvo de ofensas transfóbicas pelos torcedores argentinos, em razão do seu suposto relacionamento.

Nem Mbappé ou a modelo falam sobre o assunto, mas também não fazem questão de se esconder quando são flagrados por paparazzi.

“Ou seja, não existe liberdade para você ser quem você é de verdade.”

“Não sei se existe um relacionamento entre eles. Mas, independentemente disso, deveriam poder curtir em qualquer lugar do mundo, principalmente no mais importante torneio de seleções de futebol do mundo. O esporte é o maior meio de inclusão, mas não por aqui.

Para finalizar, as Copas do Mundo precisam ser realizadas nos países em que todas as pessoas, independentemente de etnia, cor e gênero, possam assistir e torcer com segurança e sem preconceito.”

Imagem de Capa:  Reprodução





Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!