Foi-se o tempo em que os telefones celulares eram usados apenas para fazer chamadas e enviar mensagens de texto.

Hoje em dia, o celular – ou smartphone – é um autêntico faz-tudo.

É uma máquina fotográfica – muitas vezes de alta qualidade -, agenda, computador, televisão… são incontáveis funções e por isso, nós os utilizamos cada vez mais, por mais tempo.

Mas esta relação de quase dependência pode trazer consequências para a nossa saúde.

Uma delas, e que muita gente não pensou sobre isso, é que a forma como se segura o celular pode ser prejudicial.

Você tem o hábito de segurá-lo com os três dedos na parte de trás, apoiando sua base do no dedo mindinho, para que só reste o dedão para o toque na tela?

Imagem: Pressfoto no Freepik

Apesar de ser uma forma mais prática de segurar o celular com apenas uma mão, esta não é a mais benéfica. Até porque já existe uma condição associada a esta situação: “Mindinho de Smartphone”.

Muitas pessoas tem sido afetadas por essa nova “doença”, que é típica de quem apoia o celular desta forma em uma única mão. Esse problema, faz com que o dedo mindinho da pessoa acabe entortando – resultado, como você deve imaginar, do uso exagerado desse dedo para apoiar seu dispositivo móvel.

Com o hábito, poderá surgir um “calombo” na lateral do dedo mindinho e com o tempo poderão aparecer dores ao longo da mão. Esta forma de utilização pode criar uma tensão nos ligamentos, provocando inflamação (tendinite) e intensificar artrites.

E mais. Outros sintomas associados são ouvir estalos à medida que se mexe o dedo mindinho, dificuldade em mover os dedos ao acordar de manhã ou dormência nos dedos.

A verdade é que o nosso dedo mindinho não foi pensado para esse uso. Além disso, ele é, de todos os dedos, o que tem menos força e por isso facilmente fica deformado. Mas, como evitar essa condição?

Especialistas explicam que tudo é uma “questão de equilíbrio”.

Tentar segurar seu celular por menos tempo a cada dia ou usar um apoio próprio para smartphones para que possa reduzir o uso desse dedo. Outra opção é abusar mais da tecnologia, utilizando mais dos comandos por voz, que podem ajudar na hora de escrever uma mensagem sem forçar os dedos.

Imagem de Capa: Pressfoto no Freepik

VEJA TAMBÉM






Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!