Pode parecer que é por questão de afeto, mas essa não é a explicação científica.

A verdade é que a razão para isso é, como não podia deixar de ser, territorial. Quem tem gatos sabe como eles conseguem parecer que eles é que são os nossos donos! Não que nós aqui da equipa do Sábias Palavras achemos que os humanos é são “donos” dos seus animais de estimação. Acreditamos muito mais que é uma relação de igual para igual, uma simbiose, que visa a felicidade de ambos. Até porque os gatos no fundo no fundo não precisam de nós para sobreviver. Na rua eles vão atrás, caçam, sobrevivem… mas claro, se tiverem um humano que cace por eles, eles preferem ficar só de boas à espera que as coisas cheguem até eles! Quem tem gatos sabe EXATAMENTE do que estamos a falar…

Mas…

O contrário não é exatamente a realidade… e é isso que se passa quando eles se esfregam em nós. Tudo tem a ver com uma declaração de propriedade, pois quando eles se esfregam em nós ou em coisas, há uma troca de odores (imperceptível para nós humanos), mas que entre felinos funciona perfeitamente, e dessa forma eles marcam o seu território declarando que aquele território já tem dono.

Indo um pouco mais longe, para explicar melhor a questão científica, os gatos possuem glândulas sebáceas, localizadas em várias partes do seu corpo, que são responsáveis pela produção de feromônios, cujas propriedades podem “passar diferentes mensagens” para outros animais.

Portanto é isso, se acham que são donos dos vossos gatos, pensem melhor sobre o assunto… na verdade verdadinha, se há alguém que é dono de alguém, é o contrário. Quem manda, já se sabe, é o felino, mas agora ficam a saber que cientificamente eles tratam mesmo de nós como se fôssemos propriedade deles.

A expressão “o meu humano” ganha assim todo um novo significado, não acham?

 





Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!