Sem mais, sem porém, sem e se. Quem quer, chega junto, se faz presente. Sem medo, sem desculpa, sem mimimi. Quem quer, caça assunto, arruma tempo, levanta mais cedo, dorme mais tarde. Quem quer mesmo, vai de qualquer jeito, vai com sol a pino ou tempestade.

Para quem tá muito afim, não tem tempo ruim! Não tem problema inadiável. Quem quer, acha sempre solução. Mas…quem não ta nem aí, tá sempre cansado, trabalho atrasado ou preso em uma reunião. Quem não quer, se faz de vítima, culpa o mundo, está sempre fora. Tá doente, exausto, agenda lotada, não importa a hora.

“(…) ficar junto quando tudo é maneiro é moleza, mas são poucos os que descem conNosco ao fundo do poço.”

A gente tem que aprender a identificar e principalmente a VALORIZAR quem faz tudo para estar com a gente no corre do dia a dia, no caos, na falta de grana. Porque ficar junto quando tudo é maneiro é moleza, mas são poucos os que descem connosco ao fundo do poço. E mais raro ainda, quem aguenta a barra ao nosso lado até sairmos de lá…

Não tem falta de tempo, compromisso ou imprevisto que impeça alguém que muito quer de estar ao seu lado ou ao menos te dar uma satisfação. O que existe é falta de interesse, de zelo, de preocupação.

Resposta alguma já é uma resposta bem clara. Só não entende quem não quer…

É duro se dar conta da verdade. Dói, mas nos economiza energia e desperdício de amor. Guarde-o para a pessoa que vai retribuir na mesma proporção. Para aquele cara legal que te liga no fim da noite só pra saber se você chegou bem… para essa mina que está contigo de carro importado ou a pé.

Apegue-se por quem segura a sua mão e não solta à toa por qualquer coisinha…

Abrace forte quem abraça a tua vida completa, com teus problemas, família complicada, passado e principalmente, presente. Esteja com alguém com quem você possa planejar o futuro, que te dê segurança da presença, da amizade, da parceria. Porque o futuro…está logo ali.

Queira dividir tua vida com quem divide a bicicleta, a cama e o guarda-chuva. Na escassez e na fartura.

“Porque quem quer tem medo de perder, não quer dar mole, soltar, deixar à mercê.”

Quem quer, não faz tipo e não faz joguinho. Porque quem quer tem medo de perder, não quer dar mole, soltar, deixar à mercê.

Quem quer, não gosta de contar com o acaso, fala com todas as letras e no português claro; faz por merecer.

Todo o resto é coisa de indeciso, de quem não quer assumir, de gente habituada a mentir.

Sai fora de quem jura saudade e não move um único músculo para te ver; de quem jura amor, mas tá sempre indo embora quando o bicho pega… Sai fora! Sai fora de quem está contigo só quando não tem coisa melhor para fazer, de quem te trata sem a devida atenção, de quem te faz sentir que não és bom o suficiente.

Para quem quer, estar junto é o suficiente.

O resto…a gente ajeita.

Por: Bruna Stamato

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!