Fabiana Rocha é professora no Colégio Mario Schenberg, em Carapicuíba (SP), e recentemente conquistou os corações de milhares de internautas com um gesto absolutamente adorável, provando o quão gosta da sua profissão.

Ao lhe serem atribuídas três novas turmas, Fabiana deparou-se com uma pequena dificuldade – numa dessas turmas, um dos alunos, Nathan, é cego e, sendo a metodologia de ensino da respectiva escola ainda um pouco tradicional, esta não estava preparada para ensinar a disciplina a um aluno com necessidades especiais. Contudo, a professora jamais iria admitir que um dos seus alunos fosse excluído da sua aula, e por isso decidiu fazer algo para o ajudar.

“Quem me conhece sabe o quanto AMO ser professora e como não consigo conceber a ideia de um aluno ser excluído de alguma maneira das minhas aulas e do processo de ensino e aprendizagem.”, escreveu Fabiana numa publicação que fez no seu perfil do Facebook.

Foi então que, ao preparar uma prova de uma das suas turmas onde utilizava gráficos e pirâmides etárias, a professora teve uma ideia – fazer um material tátil para Nathan.

Crédito: Facebook / Fabiana Rocha

“Comecei a pesquisar, estudar, criar e saiu os primeiros materiais.Gráficos com diversas texturas(E.V.A com gliter, felpudo, liso) Pirâmides etárias de Lego, Mapas com divisões em linhas e grãos (feijão, milho etc) entre outros…”, contou.

No dia da prova, Fabiana estava com receio de que os materiais não iriam servir de muito, mas ainda assim, quando o pequeno se sentou à sua frente, esta disse-lhe: “Nathan preparei algo diferente para você”, e o seu sorriso fez com que Fabiana tivesse a certeza que todo o seu esforço iria resultar.

Durante a avaliação, esta utilizou os seus materiais táteis e a emoção não podia ser maior ao ver o pequeno Nathan a responder certo a todas as questões.

Crédito: Facebook / Fabiana Rocha

“No final da prova ele chorou, agradeceu por eu ter feito o material para ele e eu chorei junto em saber que venci um obstáculo dentro da inclusão na educação…”, contou.

Crédito: Facebook / Fabiana Rocha

Segundo a publicação de Fabiana, neste momento a turma encontra-se a finalizar o terceiro bimestre e o crescimento de Nathan é vísivel, contando já com atlas em braille e leitura de gráfico com Lego. Mas o mais importante é a “alegria e compromisso no ensinar e aprender.”

Fabiana contou ainda que o pequeno lhe ofereceu um quadro como forma de agradecimento e ainda tentou desenhá-la, chegando até a perguntar-lhe como eram as suas feições, mas que preferiu não fazê-lo, pois sempre que pensa no seu “rosto não “enxerga” olhos, nariz e boca mas uma luz….”

Crédito: Facebook / Fabiana Rocha

Esta é a publicação de Fabiana:

Tal como Fabiana escreveu: “Ser professor nos dias de hoje é mais do que ser Luz!
Educar é criar pontes de possibilidades.” e esta professora está certamente a fazer um excelente trabalho. 👏

Fonte: Razões Para Acreditar

VEJA TAMBÉM




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!