Um cão pacato sentado à beira da água de uma praia de Punta Negra, distrito de Lima, no Perú, despertou a atenção de uma família que passeava por ali.

Jolie Mejía aproximou-se do cachorro, que estava sozinho, para perceber se ele estava perdido.

No entanto, o animal não apresentava os sinais típicos de abandono. Ele tinha coleira, sua pelagem estava limpa, a olho nu não apresentava feridas e parecia ter peso adequado para um cão de seu tamanho e porte.

Imagem de La Nación

Jolie acariciou o cãozinho, esperou alguns minutos até que um humano responsável viesse, mas o tempo passou e ninguém apareceu. Mas o que ela não imaginava, é que se tratava de uma espera infinita, que ele estava disposto a cumprir, por amor.

Apesar de parecer gostar de ser acariciada e estar perto da família, o tempo todo seu olhar permaneceu fixo no oceano. Algo estava acontecendo, e não demorou muito descobrirem a comovente razão por trás daquela expressão.

“Um morador que passava pela praia nos explicou que praticamente todo mundo da região conhece o cachorro e gosta muito dele. Ele nos contou que o animal vivia com um pescador que faleceu há muito tempo. E o que, desde então. o cachorro vem aqui todos os dias e fica olhando o mar.” Aparentemente, ele está esperando o retorno de seu amigo que nunca mais voltará para casa.

“Disse-nos que o animal vivia com um pescador que tinha morrido há algum tempo”. De acordo com o jornal peruano “La Nación”, o dono de Vaguito foi vítima de um naufrágio, em 2017. Por isso, o cão vai todos os dias esperá-lo no local onde se tinha despedido dele pela última vez.

Vaguito vai à praia todos os dias a espera que o dono volte do mar, onde desapareceu há mais de cinco anos.

É por isso que ele se senta na praia e observa o horizonte. Embora a situação possa ser preocupante, felizmente o cachorro tem amigos da comunidade que cuidam dele. Há muitas pessoas que o alimentam, abrigam, dão carinho e amor e prestam atendimento médico veterinário quando ele precisa.

Quando Jolie e sua família se despediu de Vaguito, o cão nunca desviou o olhar do horizonte do mar.

Imagem de La Nación

Uma história agridoce, de lealdade a um amor que ele perdeu e nunca esquecerá.

Imagem de Capa: La Nación





Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!