Um pai de família tomou uma decisão muito importante na vida para lutar pela custódia de suas duas filhas. Com sua iniciativa, ele busca estabelecer um precedente legal.

O espanhol, René Salinas Ramos, foi ao Registro Civil de Azuay para mudar de gênero e passar de homem para mulher.

Reprodução/El Universo

Ele afirma que não o fez por uma orientação sexual, mas para abrir um precedente legal e obter uma “vantagem” na luta guarda das filhas.

Ele afirma ter certeza de sua sexualidade, mas que este a forma de ele encontrou para ir contra um sistema jurídico que, do seu ponto de vista, estigmatizou o fato de ter nascido homem. Apesar das diferentes circunstâncias, a lei prioriza a mãe para a ter a guarda dos filhos.

De suas duas filhas, ela não vê a velha há um ano e meio, e a segunda —segundo seu relato— sofre maus tratos constantes; e, também por esse motivo, pediu custódia. Mas a resposta do Conselho Cantonal para a Proteção dos Direitos foi: “Enquanto isso não for resolvido, elas devem ficar com a mãe”.

De acordo com El Universo, René afirma que não se trata de uma disputa contra a mãe de suas filhas, mas sim contra as autoridades que muitas vezes consideram que o cuidado deve estar nas mãos das mulheres.

Foi daí que surgiu sua iniciativa de mudar de gênero. Por isso, a partir de agora ele também quer ser chamado de mãe . “A lei está tirando nosso direito de ser pais”, justifica.

Reprodução/El Universo

O homem garante que esta é a maior prova de amor que faz pelas filhas. “É uma prova de amor”, comenta René.

Imagem de Capa: Reprodução/El Universo





Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!