O Padre Gerardo Zatarain García, da cidade mexicana de Torreón, viralizou nas redes sociais ao celebrar uma missa com sua cadelinha no colo.

Ele contou que sua cachorrinha de cor branca, chamada Paloma, saiu da casa paroquial e foi atrás dele.

Segundo o sacerdote, os dois estavam há pouco tempo na Paróquia de Todos os Santos e a cadela ainda está estressada com a mudança, por isso, precisava de muito mais amor, pois ainda não havia se acostumado.

Uma usuária do Twitter chamada María Nastenka, presenciou a cena e não hesitou em tirar uma foto para divulgá-la nas redes sociais.

“O padre disse que sente muito, mas que a cachorrinha dele está muito doente e se ele deixar sozinha, fica muito mal e chora, então ele levou para a missa com ele”, escreveu a jovem no Twitter junto com a imagem.

Reprodução

Ela pensou que todos acabariam comovidos, mas ficou perplexa e muito desapontada ao receber centenas de críticas contra o clérigo.

A presença da cachorrinha descansando feliz no colo do padre irritou alguns seguidores.

Reprodução

“Ele meio que esqueceu que foi celebrar a Santa Missa e não ao parque”, disse um internauta, apoiado por centenas de outros.

A onda de duras acusações adquiriu tal dimensão que a jovem disse que foi obrigada a deletar o tweet para evitar tanta polêmica.

Ela só queria elogiar o gesto do padre, sem imaginar que iria incomodar tanta gente amargurada.

Mas os insensíveis, que tanto criticaram o bom homem, não imaginavam que depois que o evento se tornasse tão viral, milhares de amantes de animais sairiam para defender o padre.

“Se ela está doente e você não o deixa sozinho, isso se chama um ato de amor”, “Deus é amor e o padre está representando Deus. Quem critica não tem coração. Deus abençoe o padre e o cachorrinho”, foram alguns dos comentários mais aplaudidos.

“O que há de errado com o cachorro estar lá? Não é por isso que a mensagem de Deus tem menos benção, muito pelo contrário. Eu acredito em um padre que faz isso, e eu o sigo. Você pode dizer que ele tem um bom coração, e isso é digno de nota. Aí dá pra ver o amor”, finalizou outro usuário.

Entretanto, para esclarecer todo o debate o padre comentou: “Família! Estou surpreso com a foto e percebi que ela está circulando nas redes, esclareço: minha cachorrinha Paloma não está doente nem velha, está estressada (eu disse isso na missa) e saiu da casa paroquial e foi imediatamente me procurar, já que estamos há pouco tempo nesta paróquia e ela não está acostumada a ficar sozinha neste lugar novo. Esclarecido o assunto”.

Reprodução

Sua atitude não é “pecado” e seu amor pelo peludo é tão grande que não se importou de sentá-la no colo desde que não a deixasse sozinha em casa.

Imagem de Capa: Reprodução





Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!