Dia desses percebi o quão egoístas ainda somos quando se trata de amor. Algumas pessoas acham estranho quando, depois de um termino, o casal mantém aquele sentimento de respeito. Geralmente as pessoas acreditam que se existe carinho e respeito mesmo depois de um termino significa que o casal ainda se gosta e que por isso, eles escondem uma vontade de tentar outra vez, como se términos tivessem que ser obrigatoriamente uma catástrofe, como se o único motivo para acabar algo fosse a ausência do amor quando na verdade, existem muitos outros motivos para que uma relação chegue ao fim. O amor não mantém ninguém junto se não houver vontade, reciprocidade e outras coisas mais. Amor é apenas um sentimento no meio de tantos outros e ele sozinho não faz milagre. A gente que ainda não entendeu isso.

A gente costuma acreditar que as relações não chegam ao fim se o amor não for o primeiro sentimento a morrer, como se os finais tivessem que acontecer somente quando um não suporta mais olhar na cara do outro, quando um lado sai literalmente machucado enquanto o outro lado ri. A gente acredita que algo só precisa acabar quando o amor chega ao fim, mas a verdade é que a gente pode continuar amando alguém e não continuar com essa pessoa por não gostar de estar mais com ela, por não enxergar mais motivos para estar ali.

“Eu já amei alguém e precisei ir porque o meu amor não foi o suficiente, porque faltava carinho, faltava respeito e consideração.”

Eu por exemplo, já amei alguém incondicionalmente mas cheguei num ponto em que não me fazia bem, eu não enxergava motivos para permanecer mesmo que a minha vontade fosse de ficar. Eu já amei alguém e precisei ir porque o meu amor não foi o suficiente, porque faltava carinho, faltava respeito e consideração. Mesmo amando muito eu precisei dizer: “a gente precisa parar de insistir nisso e se machucar, a gente precisa admitir o fato de que a gente não se faz mais bem, que não estamos tão preocupados em manter as coisas no lugar porque a gente se acostumou com a nossa bagunça. A gente precisa pôr um fim”. E assim fizemos, porque amor ainda existia mas não tinha mais vontade.

Foi um fim que precisei colocar para me manter de pé e continuar sozinho. Foi um fim que precisei aceitar para não desacreditar no amor, doeu pra caralh* porque era algo que eu queria ter, era alguém que eu queria do meu lado e eu estava abrindo mão. Mas apesar de tudo, foi esse fim que me ensinou muita coisa e respondeu muitas perguntas que eu não entendia sobre o amor.

“Amor é torcer para que o outro amadureça, para que ele não cometa os mesmos erros que cometeu contigo com a outra pessoa.”

Aprendi que amor é aquele sentimento que permanece dentro da gente, estando ou não com o outro. Amor é respeito pelo que foi vivido, é desejar boa sorte ao outro mesmo que ele não esteja mais ao teu lado. Amor é torcer para que o outro amadureça, para que ele não cometa os mesmos erros que cometeu contigo com a outra pessoa. Amor é esperar que o outro cresça e que possa voltar a sentir o amor novamente. Amor é, mesmo com vontade de que o outro estivesse com você, desejar que ele possa ser feliz com outra pessoa.

Gostaram do texto? Podem adquirir na Saraiva o novo livro do autor:

Onde Não Existir Reciprocidade, Não Se Demore

🧡 É LINDO! 🧡

Por: Iandê Albuquerque

VEJA TAMBÉM




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!