Em meio a gritos da noiva e dos convidados, um casamento em El Guabo, no Equador, foi interrompido pela polícia para prender o noivo por não pagar pensão alimentícia.

O homem que estava prestes a se casar tinha uma dívida de vários meses com a ex-companheira e, além disso, havia faltado à audiência para chegar a um acordo da pensão alimentícia.

Várias pessoas presentes na cerimônia tentaram se opor à prisão, inclusive a noiva, mas a polícia os ignorou.

Reprodução

O noivo, agora está preso e seu futuro depende da decisão do juiz ou se chega a um acordo com a mãe dos seus filhos.

A pensão alimentícia no Equador funciona em seis níveis e o valor devido depende da renda mensal do pai e da mãe. Outro aspecto fundamental no cálculo é o número de filhos entre o casal e as idades dos filhos. Quanto maior o número de filhos, maior o valor que o pai ou a mãe devem pagar.

Um vídeo do momento da prisão do noivo foi compartilhado no Twitter e vários usuários se manifestaram. Uma pessoa afirmou: “Que trabalho legal a polícia ter coragem de tirar o noivo do altar.”

Alguns comentaram que a noiva deveria saber com quem está e que provavelmente se salvou de se casar com alguém irresponsável.

Uma outra pessoa afirmou: “Merecido para os dois, porque a culpa não é só do homem, mas da nova companheira que deveria ter se importado pouco com a alimentação dos enteados e também pagou o preço”.

Reprodução

Apesar de estragar o momento especial não só para os noivos, mas também para a família e amigos, uma coisa é certa, a justiça fez seu trabalho.

Imagem de Capa: Reprodução





Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!