Com apenas três anos de vida, o cão gigante Basher já tinha mudado de “lar” quatro vezes.

Entre a rua, canis e casas, ele nunca conseguia encontrar alguém que o aceitasse pelo que era e pelo seu tamanho. Após tantas rejeições, o cachorro da raça Mastiff parece finalmente ter encontrado a sua família e, desta vez, é para ficar.

Quando filhote, Basher foi resgatado da rua por um canil de Cornualha, no Reino Unido, ninguém tinha ideia de que ele ia ficar daquele tamanho.

Hoje com seus 60 quilos e medindo 1,83 metros quando de pé, desde cedo ele demonstrava que tinha bondade grande o suficiente para que todos se apaixonassem.

Apesar disso, à medida que foi crescendo, era cada vez mais difícil arrumar uma casa para o doce Basher: “As pessoas olhavam para ele e, provavelmente, pensavam que ele era grande e assustador, mas isso não podia estar mais longe da verdade. Ele não tem um osso mau no corpo”, contou ao The Dodo Sammy Howard, funcionário do canil.

Basher era muito “gentil e pateta” e não causava medo em ninguém. “Especialista em sonecas” no sol e de se intrometer nas tarefas dos funcionários do canil, era no pasto que ele se sentia no seu habitat natural: “Ele amava visitar as vacas e pensamos que ele achava que era uma delas”, riu-se Sammy.

Em 2020, ele foi para uma casa. No entanto, não deu certo viver com os seus novos donos, apesar de o casal já ter experiência com cães da sua raça: “Quando ele está perto das pessoas, pode ser um pouco destrutivo. Ele parecia um tornado a andar pela casa e eles não o conseguiam parar, o que os assustava, tendo em conta que ele era um cão de 60 quilos que não conseguiam controlar”, explicou o mesmo funcionário à BBC, no momento em que Basher retornou ao canil.

Após dois anos de idas para novas casas e voltas ao canil, e diversas publicações nas redes sociais, um dia a vida de Basher mudou.

O canil chegou a lançar uma campanha para a adoção de Basher, através de uma publicação no Youtube, porém o vídeo não chegou a muitas pessoas, mas chegou à pessoa certa.

“Bon voyage Basher”, foi assim que o canil anunciou o fim da espera por uma casa. Os funcionários despediram-se do Mastiff que foi para os braços da sua “mãe” cheios de amor e para as brincadeiras do novo “irmão” Pup Pup.

Em seu lar, ele também tem um pasto, que, apesar de não ter vacas, tem muito espaço para fazer boas sonecas, tomar sol e fazer todos os estragos que o seu “grande e assustador” tamanho provoca.

Depois de 448 dias sem seu verdadeiro lugar, Basher encontrou o caminho para casa.

Imagem de Capa: Instagram

VEJA TAMBÉM






Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!