Uma cabeleireira de Detroit, Michigan, Estados Unidos, nasceu mulher, mas durante a adolescência passou por várias mudanças e aos 19 anos se assumiu transgênero e começou sua transição para homem.

Mas a vida pode nos surpreender com as voltas que dá, e segundas oportunidades, é o mínimo que podemos ter.

Seis anos depois, Issa Ismail não ficou feliz e quis voltar a ser mulher após a retirada dos seios. Agora, aos 27, ela está a caminho de ser uma menina novamente.

Através de suas redes sociais, ela não só mostrou o processo todo que passou para ser um homem, como agora está mostrando o caminho para voltar a ser mulher, tudo depois de muitas doses de testosterona e cirurgias.

Quando Issa começou a tomar hormônios, ela mudou completamente sua aparência, tornando-se masculina, sua voz ficou muito mais grossa, o seu corpo foi cobrindo-se de pelos e barba, ganhando muito mais massa muscular. Depois um tempo, ela decidiu fazer a cirurgia para retirada das mamas e foi aí que começaram os problemas, e a confusão.

Issa entrou em depressão quando percebeu que não era feliz vivendo como um homem.

Por isso, ela optou por “desfazer a transição” interrompendo a terapia com o hormônio masculino e começou a se tornar cada vez mais feminina, novamente.

Para dar apoio e ajudar a vencer as inseguranças, Issa compartilha sua experiência nas redes sociais para que pessoas que lutam com sua identidade de gênero se sintam mais confortáveis com sua transição ou até mesmo a destransição.

Após 1 ano sem testosterona, Issa segue em sua destransição física fazendo até depilação a laser, para eliminar os pelos corporais que identificam a identificavam mais com o gênero masculino.

“Estou em constante evolução e tenho que estar bem neste corpo o máximo que puder. A disforia nunca desapareceu para mim, mesmo depois de 6 anos com testosterona. Sempre será algo que experimento junto com a dismorfia corporal, e descobri uma maneira de lidar com isso.”, comentou Issa em uma de suas publicações no Instagram.

“Eu não sei o que meu futuro reserva, e isso é lindo para mim. Estou amando radicalmente o corpo em que estou e toda a sua estranheza. Eu me permito explorar e me segurar com tanta compaixão. (…) Testosterona era algo que eu precisava para me encontrar. Percebi que era a mesma pessoa que sempre fui, mas agora em um corpo diferente, e tive que passar por uma transição para entender isso. Continuarei a me expressar, no entanto, preciso continuar a sobreviver.”

“Estou tentando mostrar às pessoas que qualquer decisão que você tome está bem, e que rótulos e identidade são besteiras e apenas seja você da maneira que você precisa a qualquer momento, sem arrependimentos.”, completou.

Imagem de Capa: Instagram

VEJA TAMBÉM






Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!