Durante as décadas de 1980 e 1990 não era nada comum as mulheres indianas cuidarem de seus filhos sem ter um marido.

Segundo publicado no The New Indian Express, uma jovem mulher ficou viúva do marido 15 dias após o casamento, quando tinha apenas 20 anos.

Petchiammal/The New Indian Express

Naquela época, Petchiammal estava grávida, mas ela não queria se casar novamente. E desta forma, tomou a decisão de cuidar da filha sozinha, como mãe solteira.

Foi durante o período em que na Índia havia muitos preconceitos sociais em relação às mães que cuidavam de seus filhos sendo solteiras. Mas a mulher tinha que conseguir levar o sustento para sua casa.

“Perdi meu marido Siva apenas 15 dias após o casamento. Eu tinha somente 20 anos na época e logo dei à luz Shanmugasundari. Decidi não me casar novamente. Mas criar uma criança sozinha acabou sendo difícil. Trabalhei em canteiros de obras, hotéis e casas de chá. Mas sofri assédio em todos esses lugares.”, conta Petchiammal.

Petchiammal se cansou de ser sempre assediada e provocada sexualmente por ser mulher em seu país e decidiu ir ao templo Tiruchendur Murugan, onde cortou o cabelo e se vestiu pela primeira vez como um homem. Lá ele se renomeou Muthu, sua nova identidade.

Petchiammal/The New Indian Express

Apenas seus parentes próximos e sua filha sabiam que ela era uma mulher.

Hoje, aos de 57 anos, a ‘mulher’ revela que se disfarçou de homem por 36 anos para criar sua filha com segurança e tranquilidade em uma sociedade patriarcal.

Atualmente, sua filha, chamada Shanmugasundari, já é adulta e casada, portanto não precisa dos cuidados da mãe, mas Petchiammal afirma que não está pronta para mudar de roupa. “Essa identidade garantiu uma vida segura para minha filha. Permanecerei Muthu até morrer”, disse ela. Seu cartão Aadhaar, um cartão de identidade, a mostra como um homem.

Incapaz de trabalhar mais, devido seu físico debilitado, ela teve alguns problemas financeiros. “Não possuo uma casa nem tenho economias. Também não posso pedir certidão de viúva. Como estou velha demais para trabalhar, peço ao governo que me ofereça alguma ajuda monetária”, disse.

Petchiammal/The New Indian Express

Petchiammal espera que o governo indiano ofereça benefícios de qualquer tipo de assistência social que possa ajudá-la no caso dela, depois de tudo que ela passou.

Imagem de Capa: Petchiammal/The New Indian Express

VEJA TAMBÉM






Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!