Muitos estudos já comprovaram que a dança traz bastante benefícios para a saúde, não só ao nível físico como psicológico, e é por isso mesmo que o assistente médico de neurocirurgia pediátrica, Tony Adkins, de 42 anos, usa a dança como parte dos seus tratamentos.

Após ter começado a dançar numa tentativa de animar os seus pacientes no pós-operatório, Tony percebeu o quanto isso melhorava o seu estado de saúde, e por isso decidiu então continuar a fazê-lo com os seus pacientes no Hospital Infantil de Orange County (CHOC), ganhando até mesmo o apelido de “Doutor Dançante”.

Segundo este, a dança é uma forma de tentar proteger a “magia da infância” em todos os seus pacientes, independentemente dos seus prognósticos.

“Dançar com os pacientes é importante porque acrescenta leveza e alegria às experiências do hospital. O que estou a fazer está de acordo com o compromisso do CHOC de preservar a magia da infância e garantir que os pacientes não tenham que interromper a infância.“, disse Tony numa entrevista ao jornal Metro.

Este seu método já se tornou tão famoso, que alguns pacientes pedem para ser atendidos especificamente por Tony quando são admitidos.

“Eu não sou formalmente treinado em dança, mas sempre amei música e movimento. Se eu puder ajudar a instilar um amor pela música e pela dança nos meus pacientes, além de melhorar os seus resultados e perspectivas, isso é uma coisa maravilhosa. Não há nada melhor do que ver um sorriso no rosto do meu paciente ou ouvi-lo rir – também é um cuidado pessoal para mim.”, concluiu Tony.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!