A atriz chilena Patricia López recebeu críticas em suas redes sociais por chamar seu bebê de menino arco-íris: “Seu filho ainda não nasceu e já é gay?”.

Entretanto, Patricia se defende, pois esse termo é utilizado para crianças que nascem após uma perda.

Patricia López é uma atriz conhecida no Chile e conta com cerca de 140 mil seguidores em suas redes sociais. A atriz compartilha o seu dia a dia, principalmente sobre a sua gravidez e o nascimento de seu filho, chamado Río.

Apesar de gostar de compartilhar as suas memórias e vivências com seus seguidores, expor sua vida dessa forma abre espaço para receber críticas.

Após em uma publicação, se denominar “mãe arco-íris”, a atriz chilena recebeu várias críticas. Isso ocorreu, pois, alguns internautas acharam que Patrícia estava se referindo a outro assunto.

Uma usuária chamou a atenção da atriz por colocar rótulos LGBTQ+ em seu bebê: “Que mundo…”.

A atriz mostra em suas redes sociais vários posts sobre o seu processo de gravidez, compartilhando experiências, reflexões e conselhos para as grávidas ou até mesmo para as “recém-mamães”.

Dessa forma, ela escreveu sobre as “mães arco-íris”, termo usado para se referir às futuras mães que sofreram uma perda. Mas uma usuária não entendeu e ao invés de perguntar o que significa, já a atacou.

Apesar disso, Patricia não se calou e respondeu: “As crianças que morreram e as mães arco-íris que sofreram a perda são chamadas de crianças arco-íris. Nada a ver com ser gay ou não gay. Que mundo…”.

Ela também expôs todo esse ataque desnecessário em seus stories no Instagram, assim mostrando que deve se informar primeiro antes de atacar uma pessoa.

Reprodução

Imagem de Capa: Reprodução/Instagram





Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!