Pai nunca deixa de ser pai, independentemente da idade dos seus filhos, e é isso mesmo que o idoso Victor Coella, de 96 anos, faz ao levar o seu filho de 63 anos que, infelizmente, sofre de câncer, ao médico a cada 15 dias para o respectivo tratamento. Contudo, numa dessas viagens, o homem acabou por ser multado por excesso de velocidade numa zona escolar, acabando por ser obrigado a ir a tribunal.

Felizmente para Victor, o juiz encarregue do seu caso foi Frank Caprio, um famoso juiz do Tribunal Municipal de Providence, nos Estados Unidos, conhecido por permitir que as suas audiências sejam filmadas e transmitidas ao público através do programa ‘Caught in Providence’.

Quando confrontado pela acusação, o idoso defendeu-se, dizendo: “Não conduzo assim rápido, senhor juiz. Tenho 96 anos e conduzo devagar. E apenas conduzo quando é preciso”, contando de seguida o motivo pelo qual se encontrava a conduzir naquele dia.

“Estava indo para as análises ao sangue do meu rapaz, que é deficiente físico”, explicou. O juiz perguntou-lhe, então, se estava a levar o filho ao médico, ao que este respondeu: “Sim, eu levo-o a fazer análises ao sangue a cada 15 dias porque ele tem câncer”, respondeu, visivelmente emocionado.

Emocionado com a história de Victor, o juiz decidiu encerrar o seu caso, perdoando-lhe a multa e dizendo:

“Você é um bom homem. Você é mesmo tudo aquilo que a América representa. Está aqui com 90 anos e continua a tomar conta da sua família. É algo maravilhoso o que você faz. Desejo-lhe tudo de bom. Desejo o melhor para o seu filho e desejo-lhe boa saúde.”

Um verdadeiro exemplo de humanidade, compaixão e bom senso! 👏 👏 👏

Imagem de capa: Youtube

VEJA TAMBÉM




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!