A pandemia de COVID-19 ainda não chegou ao fim e apesar de muitos países apresentarem altas taxas de vacinação, nem todas as pessoas foram vacinadas, enquanto outras não medem esforços para poder contar com esta proteção maior contra o vírus.

As estatísticas mostram que pessoas com idade mais avançada são as mais afetadas, pois além de serem os mais vulneráveis também são aqueles que têm mais dificuldade em se deslocar aos locais de vacinação.

Um caso dramático foi retratado pelo Neurocirurgião e Médico da Saúde Indígena na Amazônia Erik Jennings, que registrou o momento em que um jovem indígena da Amazônia brasileira chegava no posto de vacinação com o pai nas costas para receber a vacina, depois de 6 horas de uma longa caminhada.

Segundo Dr. Jennings, o filho atravessou a selva com o pai nas costas para cumprir esse importante objetivo.

“Momento mais marcante de 2021. Tawy Zoé trazendo o pai Wahu Zoé para a primeira vacina contra a covid-19. Tawy carregou o pai, por 6 horas dentro de uma floresta com morros, igarapés e obstáculos até a nossa base.”, publicou o médico nas redes sociais.

“Feito a vacina, ele colocou o pai nas costas novamente e andou por mais 6 horas até sua aldeia. Chega o ano de 2022, e não se registrou nenhum caso de COVID-19 na população Zoé.”, completou Dr. Jennings.

Este caso serve de exemplo sobre a importância de ter o apoio da família em momentos tão difíceis como este. Uma grande demonstração de amor e respeito pelo pai. Que registro incrível!

Imagem de Capa: Instagram

VEJA TAMBÉM






Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!