Apaixonado desde sempre por balé, Hélio Haus aproveitou a sua aposentadoria para realizar um sonho antigo. Assim, aos 75 anos, o idoso começou a praticar balé, fazendo cinco aulas por dia.

O seu empenho e esforço, principalmente tendo em conta a sua avançada idade, inspirou de tal forma a sua professora Camile Salles que esta não resistiu em partilhar uma fotografia sua no Facebook, que tocou milhares de corações por todo o mundo viralizando com mais de 26 mil gostos.

Eu me sinto vivo, atuante, fazendo alguma coisa que eu sempre quis fazer. É um pouco tarde, sim, mas não tarde demais.“, contou Hélio ao jornal G1.

Acho que aquela foto traduz muita coisa. Traduz uma pessoa idosa, mas extremamente jovem. Alongada, concentrada, que gosta do que está fazendo. Foi um grande encontro, uma história linda de vida, uma boa imagem e um texto”, contou a professora Camile.

Além de o fazer por gosto, o idoso confessa que os benefícios para a saúde também fizeram com que este decidisse dedicar o resto da sua vida à dança clássica.

Eu não quero ser refém de consultório, eu não acho engraçado nenhum tipo de remédio, doença, nada”, diz ele. “Eu quero ter saúde, e isso para mim também é saúde.

Formado em Direito, Hélio acabou por nunca exercer a sua profissão, trabalhando como vendedor grande parte da sua vida. Aliás, segundo este, é graças aos anos que trabalhou a carregar toalhas de banho pelas ruas da Zona Oeste carioca que aos 80 anos consegue ter uma excelente forma física, capaz de fazer inveja a muitos jovens de 30 anos.

Apesar de sempre ter gostado de dança, o idoso conta que infelizmente nunca foi capaz de o fazer. Contudo, o “bichinho” acabou por nunca desaparecer, por isso, agora que está numa fase da sua vida diferente, decidiu que estava na hora de pensar em si e dedicar-se a fazer o que realmente gosta. Neste caso, balé!

A gente não chega um belo dia, acorda e diz: ‘Vou fazer balé’. Tem uma história. Eu sempre gostei, sempre frequentava o Theatro Municipal. Mas não tinha coragem, a vida biológica e a emocional não andam juntas. Tive que fazer minha vida e quando adquiri estabilidade disse: ‘É agora’.“, contou.

Empenhado em conseguir movimento perfeitos, o idoso não se cansa de praticar as vezes que forem necessárias, fazendo um total de 5 aulas por dia com um total de 6 horas de exercícios, que incluem não só a técnica e os passos, como alongamento com Pilates.

Sem dúvida uma história emocionante que prova que, tal como o Hélio diz: “É um pouco tarde, sim, mas não tarde demais.” 👏👏👏

Fonte: G1

COMPARTILHAR

VEJA TAMBÉM





COMENTÁRIOS




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!