Infelizmente, a sociedade ainda consegue ser bastante preconceituosa, havendo mesmo quem humilhe publicamente pessoas que simplesmente não correspondem ao conceito “normal”. 

Foi o que aconteceu com Sean O’Brien, um homem londrino de 46 anos, que acabou por ser vitima de bullying na Internet após alguém ter colocado uma foto sua a dançar, gerando diversos comentários maldosos relativamente ao seu corpo.

Contudo, uma mulher chamada Cassandra Fairbanks, que pretence ao The Dance Free Movement, não conseguiu ficar indiferente à crueldade dos internautas para com Sean e decidiu por isso partilhar no Twitter a foto do homem a dançar perguntando se alguém o conhecia, pois havia um grupo de mulheres de Los Angeles, EUA, que haviam decidido organizar uma festa em sua homenagem, para que este pudesse dançar à-vontade, livre de qualquer julgamento ou preconceito. 

“Homem dançante,

Não sabemos muito sobre ti, mas uma foto tua na internet sugeriu que quiseste dançar e alguém te fez sentir mal por isso.

Nós queremos ver-te a dançar livremente e se não te importares, não gostaríamos de dançar contigo.

Nós estamos preparadas para dar uma grande festa para ti se nos receberes. 

Para sermos claras, nós somos 1727. Somos todas mulheres.

Se este convite não for apelativo, nós aceitamos um não como resposta, mas queremos que saibas que a oferta mantém-se. 

Concedes-nos esta dança?

Com os melhores cumprimentos, 

Um grupo de mulheres ocasionalmente bastante entusiásticas da Califórnia.”

A publicação viralizou de tal forma que famosos como Pharrel Williams e o Dj Moby partilharam nas suas contas das redes sociais o seu apoio à causa.

Felizmente, o homem acabou por ser “encontrado”, ganhando uma enorme festa em sua honra conseguida devido não só à campanha feita no Twitter, como a um financiamento coletivo de quase US$ 50 mil (que ultrapassou a meta inicial de 20 mil) e, claro, graças à solidariedade e empatia de todos os que contribuíram para que tal fosse possível. 

A organização ficou a cargo do Free Thought Project, sendo que todo o dinheiro arrecadado será para as iniciativas anti-bullying e pelo respeito ao corpo, nos Estados Unidos e no Reino Unido.

 

Depois disso, Sean tornou-se representante do The Dance Free Movement (“o movimento da dança livre”, em português), cujo objetivo, segundo este, é promover “a confiança em si mesmo. Tu és o que és, e temos que dar o nosso máximo, pensar positivo“.

Fonte: Huffpostbrasil

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!