Mãe é mãe e não existe ninguém que substitua o papel de uma mãe na vida de um filho, seja menino ou menina. Contudo, estudos indicam que a presença de um pai na vida das suas filhas não só é benéfico para a sua saúde mental como até mesmo física.

De acordo com um estudo, as meninas que crescem com o seu pai têm menos probabilidades de desenvolver depressão ou ansiedade. Além disso, melhoram a sua capacidade de controlar o stress e expressar as suas emoções, sendo perfeitamente capazes de falar sobre os seus sentimentos. Isso também acaba por ajudá-las a ter um melhor relacionamento com outras pessoas.

Apesar da mãe ser absolutamente fundamental para o seu equilíbrio emocional, capaz de fornecer conselhos valiosos e informações sobre o interesse em meninos, puberdade e ciclo menstrual – assuntos esses que nem sempre o pai se sente à-vontade para falar -, a verdade é que um relacionamento saudável com o pai ajuda bastante em diversas questões como sexualidade, relacionamentos, auto-imagem e valores pessoais.

Aliás, isto deve-se ao facto de cada vez mais os pais se envolverem na educação das filhas,  mesmo desde o seu nascimento, sendo possível hoje em dia estes fazerem determinadas coisas que antigamente não seria possível, como assistir ao parto, amamentar através de leite de fórmula, entre outras coisas.

Mas a importância destes não se reflete apenas na sua saúde emocional e mental, mas também física, sendo que um estudo realizado por Rutgers sugeriu que as filhas que tiveram um melhor relacionamento com o seu pai se encontravam em melhor saúde física em comparação com as meninas que não tinham.

Se não tens uma boa relação com o teu pai, fica a saber que nunca é tarde para construir um relacionamento saudável e forte com o mesmo.

Fonte: Auxx

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!