Estou lentamente a aprender que a energia necessária para reagir a todas as coisas ruins que acontecem com você drena e impede que você veja as outras coisas boas da vida. Estou lentamente aprendendo que não vou ser a xícara de chá de todos e não vou conseguir que todos me tratem da maneira que eu quero ser tratada e tudo bem. Estou lentamente aprendendo que tentar tanto “ganhar” qualquer um é apenas um desperdício de tempo e energia, e isso o enche de nada além de vazio.

“Eu não preciso de pessoas que me façam sentir que não sou boa o suficiente.”

Estou lentamente aprendendo que não reagir não significa que estou bem com as coisas, significa apenas que estou escolhendo superar isso. Estou escolhendo levar a lição que ela serviu e aprender com ela. Eu estou escolhendo ser a pessoa maior. Estou escolhendo minha paz de espírito porque é disso que realmente preciso. Eu não preciso de mais drama. Eu não preciso de pessoas que me façam sentir que não sou boa o suficiente. Eu não preciso de brigas, discussões e conexões falsas. Estou lentamente aprendendo que às vezes não dizer nada diz tudo.

Estou aprendendo aos poucos que reagir a coisas que te incomodam dá a alguém mais poder sobre suas emoções. Você não pode controlar o que os outros fazem, mas você pode controlar como você responde, como você lida com isso, como você percebe e quanto você quer levar para o lado pessoal. Estou aprendendo lentamente que na maioria das vezes, essas situações não dizem nada sobre você e muito sobre a outra pessoa. Estou lentamente aprendendo que talvez todas essas decepções estejam lá apenas para nos ensinar como nos amar, porque essa será a armadura e o escudo que precisamos contra as pessoas que tentam nos derrubar. Eles nos salvarão quando as pessoas tentarem nos abalar ou quando tentarem nos fazer sentir como se não tivéssemos valor.

“Às vezes é melhor deixar as coisas por aí, deixar as pessoas irem, não brigar pelo fechamento, não pedir explicações, não buscar respostas e não esperar que as pessoas entendam de onde você é.”

Eu estou lentamente aprendendo que, mesmo se eu reagir, isso não mudará nada, não fará com que as pessoas de repente me amem e me respeitem, isso não mudará suas mentes de forma mágica. Às vezes é melhor deixar as coisas por aí, deixar as pessoas irem, não brigar pelo fechamento, não pedir explicações, não buscar respostas e não esperar que as pessoas entendam de onde você é. Eu estou aprendendo lentamente que a vida é melhor vivida quando você não se concentra no que acontece ao seu redor e se concentra no que está acontecendo dentro de você. Trabalhe em si mesmo e em sua paz interior e perceberá que não reagir a cada coisinha que incomoda é o primeiro ingrediente para ter uma vida feliz e saudável.

Traduzido e adaptado pela equipa de Sábias Palavras

Fonte: Thought Catalog

Autora: Rania Naim

VEJA TAMBÉM




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!