Só quem lida de perto com pessoas autistas sabe o quanto pode ser difícil para estas fazerem algo diferente do que é a sua rotina habitual. Uma simples ida ao supermercado, um jantar fora, ou até ir ao barbeiro cortar o cabelo pode despoletar uma crise.

Foi exactamente o que aconteceu com o pequeno Brycen Juby, um menino autista de 7 anos, que ao chegar à Marky Fresh Barbershop, uma barbearia em Mentor, Ohio, onde iria cortar o seu cabelo, começou a chorar.

Numa entrevista ao TODAY Parents, a mãe de Brycen, Ashley Juby, contou que este foi diagnosticado com autismo aos 2 anos e meio de idade, tendo também sido diagnosticado posteriormente com apraxia da fala, não tendo falado até os 5 anos de idade.

Nos primeiros anos de vida, este sempre cortou o seu cabelo em salões infantis, especializados em cortar o cabelo a crianças. Contudo, aos 3 anos, essa experiência passou a ser demasiado estressante para o pequeno, e por isso os pais decidiram começar a cortar o seu cabelo em casa.

Este ano, Brycen iniciou o seu primeiro ano escolar e, por isso, os pais decidiram tentar levá-lo a uma barbearia para cortar o seu cabelo antes da foto de turma.

“Ela queria trazer o filho durante um horário não muito movimentado do dia, para que fosse um pouco mais fácil para ele”, disse Marco Conti, co-proprietário da Marky Fresh Barbershop à TODAY Parents, tendo ficado marcado o seu corte para dia 12 de Outubro. Contudo, quando chegou ao dia e o pequeno chegou à barbearia com o seu pai, começou a chorar por ir cortar o seu cabelo e foi então que Marco lhe perguntou: “E se cortássemos o cabelo lá fora? Você se sentiria mais confortável?”

Brycen respondeu que sim e, por isso, o homem foi buscar um cadeira e coloco-a do lado de fora da sua barbearia, onde acabou por cortar o seu cabelo. Esta abordagem ao ar livre fez uma enorme diferença para a Brycen.

O gesto acabou por ser fotografado por um colega de trabalho de Marco, tendo este mais tarde partilhado a foto nas redes sociais, com a legenda:

“Alguém me disse uma vez “com um grande dom, deves fazer grandes coisas”
Vocês provavelmente não sabiam que eu vou a casa das pessoas com necessidades especiais e autismo. Por isso, se passaste pela loja hoje, sim, eu estava do lado de fora com um menino muito gentil que se sentia mais à vontade lá fora. Assim, diante dessa situação, estou aqui para vocês ❤️ mandem-me uma mensagem 🙏🏼”

Sem dúvida um pequeno gesto que fez toda a diferença. Como o próprio Marco disse à Today Parents, “mesmo o menor ato de bondade pode significar o mundo para alguém.”

VEJA TAMBÉM




Sábias Palavras
Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!