A centenária e levantadora de peso, Edith Murway-Traina, prova que a idade é apenas um número (e nos faz sentir muito preguiçosos)! Muitas pessoas nem se lembram da última vez que fizeram algum exercício físico. Enquanto isso, esta avó de 100 anos levanta pesos mais pesados do que um adulto médio.

Edith comemorou seu 100º aniversário, mas ela ainda é jovem de coração. Um dia, sua amiga Carmen a convidou para a academia para tentar novos exercícios, e ela decidiu testar seus limites e entrar para o levantamento de peso. O resto é história.

“Ela não queria ir sozinha”, disse Edith ao New York Post. “Ela me arrastou chutando e gritando o tempo todo, então foi mais ou menos assim que cheguei lá.”, conta.

“Eu vi todas essas outras mulheres levantando pesos, e parecia interessante. Peguei alguns pesos e tive que provar a mim mesmo que eu poderia conseguir isso.”

Hoje, Edith é reconhecida pelo Guinness World Records como a levantadora de peso feminina competitiva mais velha. Em setembro de 2019, ela quebrou um recorde mundial levantando 68 Kg aos 98 anos.

Reprodução

Sua amiga Carmen disse ao Guinness World Records: “Edith continuou porque ela sempre continua. Ela não vai desistir, e qualquer coisa difícil a torna mais determinada. Se for fácil, ela pode ficar entediada, mas se for difícil, ela vai conseguir. Ninguém vai dizer a ela, ‘Oh, isso é muito difícil para mim.’”

No início, ela levantava pesos menores, depois passou rapidamente para os mais pesados. Parecia que ela tinha um talento especial para o levantamento de peso e logo começou a competir em eventos seniores.


Ela ganhou muitas medalhas e aproveitou os aplausos da multidão encantada. Afinal, não é todo dia que você vê uma senhora de quase 100 anos levantar quase 70 quilos!

Seu amor pelo halterofilismo remonta aos seus dias como instrutora de dança e artista nos Estados Unidos. Nove anos depois, Edith encontrou sua nova paixão na vida: levantamento de peso. Poucas pessoas entram nesse esporte aos 91 anos, mas a idade é apenas um número!

Olhando para os bons e velhos tempos, é fácil ver por que Edith ama tanto as competições de levantamento de peso. Acostumada a estar no centro das atenções e ouvir aplausos depois de uma atuação marcante, Edith quis reviver essas memórias.

Desta vez, ela substituiu os sapatos de dança por tênis, mas nunca se sentiu tão feliz na frente de uma multidão.

“Adoro ouvir os aplausos”, disse ela. “O que há de melhor do que sentir que você realizou algo e ouvir todos aplaudirem e fazer você sentir que fez algo poderoso e importante?”

Reprodução

A pandemia interrompeu suas competições de levantamento de peso e tempo de academia, mas ela voltou com força total. Ela está de volta três vezes por semana com um treinador, se preparando para uma competição em novembro.

Agora, ela está definindo a fasquia ainda mais alta para ver o que ela pode realizar. Ela está de olho em mais um troféu na competição, e não temos dúvidas de que ela vai ganhar!

Imagem de Capa: Reprodução

VEJA TAMBÉM






Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!