Ser atleta profissional é uma carreira onde todos os treinos são em tempo integral, mas participar das competições nem sempre é um trabalho bem remunerado.

O financiamento governamental e comercial é uma coisa complicada e, mesmo que as pessoas sejam qualificadas para ir às Olimpíadas, não é uma garantia de que serão financiadas, então os atletas precisam buscar alternativas.

A velocista olímpica australiana Riley Day não tinha patrocinadores que a ajudassem a ir para as Olimpíadas de Tóquio de 2020, mas ela fez isso de qualquer maneira.

A atleta de 21 anos se classificou para as Olimpíadas mas não tinha ninguém para patrocinar sua viagem e ela teve que pensar em algo para poder competir no maior evento esportivo do mundo.

Para realizar seu maior sonho, Riley conseguiu um emprego de meio período – para ser possível manter a rotina de treinos – em um supermercado australiano, o ‘Woolworths’.

A atleta trabalhou no supermercado por 18 meses economizando todo o dinheiro que recebia até conseguir o suficiente para financiar a viagem e realizar seu sonho de competir nas Olimpíadas

No dia de sua competição, a rede de supermercados postou em seu LinkedIn: “Estamos orgulhosos de ver um dos membros de nossa equipe representar a Austrália no cenário mundial. Boa sorte Riley, mal podemos esperar para vê-lo na pista!”

Riley Day começou sua carreira na pistas aos nove anos. Sua maior conquista até competir nas Olimpíadas foi ganhar uma medalha de ouro nos Jogos da Juventude da Commonwealth de 2017 nos 200 metros e prata nos 100 metros.

Embora Riley não tenha entrado nas finais, ela correu mais rápido do que nunca e pode se orgulhar de seu trabalho duro.

O esforço de conciliar treinos e ajudar os clientes e cuidar do estoque do supermercado valeu a pena, porque a atleta passou para as semifinais, mas sua competição acabou aí.

Riley ficou conhecida por ir além para os clientes da ‘Woolworths’. Um exemplo, foi John, de 90 anos, que é deficiente visual, onde a jovem atleta o ajudava com suas compras semanais. Ela até memorizou sua lista de compras e liga para ele aos domingos se ele não aparecer durante a semana.

LinkedIn

Riley tem todo o direito de se orgulhar de si mesma porque financiou seu caminho para Tóquio sozinha e, além disso, bateu seu próprio recorde pessoal e agora seu melhor resultado pessoal é de 22,56 segundos. E ela conseguiu isso treinando enquanto tinha que trabalhar!

A própria Riley ficou satisfeita com seus resultados e, além disso, está ganhando cada vez mais reconhecimento.

Apesar de não ter patrocinadores para apoiá-la financeiramente, ela tem um enorme apoio emocional de seus seguidores nas redes sociais, que souberam da história de Riley e ficaram felizes pela atleta e admiraram sua dedicação.

Riley continua intensivamente com seus treinos e seu trabalho dedicado no supermercado e espera estar em Paris em 2024.

Esta com certeza é uma história inspiradora provando que quando se quer algo, não há obstáculos que possam realmente te parar.

Imagem de Capa: LinkedIn/Instagram

VEJA TAMBÉM






Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!