É verdade, mesmo depois da sua morte em 1991, a estrela maior da banda Queen continua “a enviar” presentes para os seus amigos e afilhados.

Depois de ser diagnosticado com HIV em 1987, 4 anos depois, a 24 de Novembro de 1991, o eterno astro acabou por não resistir a uma pneumonia. Mas não antes de deixar definido no seu testamento que a loja Fornum & Mason, em Londres, enviasse todos os anos um cabaz de Natal às pessoas que ele mais amou em vida.

Além de presentes de Natal, pelo que consta, em outras datas importantes, como aniversários e afins, alguns dos seus amigos continuam a receber presentes.

E o segredo para toda essa logística que ele manteve em vida e não deixou cair depois da sua morte, estava num caderno com todas essas datas importantes das pessoas mais importantes da sua vida.

Viveu cheio de amor para dar em vida, e aparentemente não são só as suas músicas que o continuarão a eternizar como um dos seres humanos mais incríveis que passaram por este mundo.

Deixamos aqui um dos concertos mais icónicos dos Queen, na nossa opinião. Incrivelmente visto, por milhões ao redor do mundo, a banda e o músico a participarem num evento com o intuito de arrecadar dinheiro para auxiliar pessoas necessitadas.

Com informações RollingStone; Imagem de capa Reprodução





Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!