Todos aqueles que já usaram um metrô como meio de transporte, já ouviram as vozes que dão avisos quanto às estações que estão e próximas paradas que virão.

No London Transport, no Reino Unido, funciona da mesma forma, com vozes que, embora desconhecidas para a grande maioria da população, possuem um significado muito importante para alguém.

Ao longo dos anos, as vozes que anunciam as regiões foram mudando, com exceção da estação de Embankment, cuja voz permanece igual desde os anos 70.

O responsável pelo anúncio era do ator Oswald Laurence, que depois de falecer em 2007, sua viúva, Margaret McCollum, costumava visitar a única estação que ainda tocava sua voz até um dia, descobriu que ela havia sido substituída por um sistema de vozes digital.

Para quase todos os passageiros, esta alteração foi indiferente, mas para Margaret, esta mudança foi devastadora.

Desde 1969, que a voz de Oswald Laurence dizia aos passageiros ‘Mind the Gap’, ou, em português, “cuidado com o espaço” (entre a metrô e a plataforma).

Após ouvir a história da viúva Margaret, e do quanto ela gostava de ouvir a voz de seu falecido marido ali, foi em 2013 que o anúncio original, na voz de Oswald, foi reintegrado ao serviço.

Após a perda do seu marido em 2007, os anúncios que traziam consolo à mulher viúva. Poder continuar a ouvir o marido todos os dias antes do trabalho fazia com que ela o sentisse mais próximo dela. Por vezes, sentava-se na estação de Embankment apenas para ouvir a sua voz mais uma vez.

Esta história comoveu tantas pessoas que foi até criada um curta-metragem inspirada no casal. Tem sete minutos e pode ser vista logo abaixo. Prepare os lenços.

Imagem de Capa: Reprodução

VEJA TAMBÉM






Relaxa, dá largas à tua imaginação, identifica-te!