Um verdadeiro homem não hesita quando encontra a mulher certa

Passamos a maior parte das nossas vidas à procura da mulher certa, no entanto quando a encontramos, nós hesitamos. Falhamos em dar o passo necessário antes que a possamos chamar de nossa.

O que esse passo significa exactamente pode variar entre casais, tal como varia em diferentes estágios de qualquer relacionamento. Seria de pensar que assim que fizesses esse tipo de compromisso, o próximo compromisso que precisarias de fazer seria mais fácil — mas usualmente não é o caso.

Quer estejas a decidir chamar a tua miúda de namorada, dizer-lhe que a amas, pedir-lhe para ir viver contigo ou chamá-la de tua esposa, estas são as decisões que tu inevitavelmente precisas de fazer.

A hesitação não é tua amiga. Claro, precisas de pensar suficientemente bem nessas decisões, mas nunca deves hesitar sem causa aparente; um verdadeiro homem não faz isso.

Um verdadeiro homem toma decisões difíceis porque sabe que essas decisões têm que ser feitas. Um verdadeiro homem não hesita quando encontra a mulher certa, porque:

Ele percebe a sorte que tem.

Um homem de verdade é um homem com experiência; ele passou por relacionamentos falhados e conheceu mulheres erradas suficientes que quando encontra a mulher certa, ele tem a certeza do que encontrou.

Ele não hesita porque — no que lhe diz respeito — ele acabou de ganhar a lotaria, e que homem é que espera para reclamar o prémio?

Porque deveria ele esperar para lhe dizer o quanto ela significa para ele? Ele não vê sentido nenhum nisso.

A sorte não dura para sempre, e ele sentirá a necessidade de a agarrar antes que outro homem se intrometa entre eles.

Com biliões de pessoas neste planeta, encontrares alguém com quem acreditas poderes partilhar a tua vida é surpreendentemente raro.

Tal como um raio que não cai duas vezes no mesmo sítio, nem ele quer lançar os dados e esperar pela sorte novamente.


Ele é maduro o suficiente para aceitar um compromisso.

Não é que ele não tenha medo de compromissos — a maioria das pessoas tem — é que ele está pronto para mergulhar nessa onda. Ele está preparado para fazer todas as trocas necessárias porque ele acredita que a sua mulher merece isso e muito mais.

Ele pode ter algum medo do compromisso, mas certamente não foge dele; ele enfrenta os seus medos — tal como um homem. Da mesma forma, ele está mais do que pronto para qualquer compromisso, sem qualquer pensamento assustador.

Ele talvez queira nada mais do que assentar e amar a sua mulher com todo o seu coração. Ele pode estar pronto para dedicar toda a sua vida a ela. Embora tenha ou não medo de compromissos, desde que esteja pronto para se dedicar exclusivamente a ela, ele é um verdadeiro homem.


Ele quer que ela perceba o quão magnífica ela é e o quanto significa para ele.

A maior parte dos homens, por mais confusa que seja a razão, acreditam que uma mulher percebe o que significa para eles. Infelizmente, o contrário mais frequentemente aparenta ser verdade.

A menos que ela seja algum tipo de vidente, tu precisas de usar as tuas palavras — e as tuas acções. Tens que estar lá para ela, dizer que a amas e mostrar-lhe o quanto ela significa para ti.

Um homem de verdade percebe isso e, além do mais, percebe o importante que é a sua mulher perceber que ele a ama.

Hesitação mostra-lhe a tua incerteza. Isso mostra que embora digas que estarás sempre lá para ela, tu podes muito bem levantar-te um dia e desaparecer.

Podes pensar que a hesitação não é percebida, mas na realidade, frequentemente causa danos incríveis.


Ele tem medo de a perder.

É verdade. Um verdadeiro homem tem medo de perder a mulher que ama e não tem medo nenhum de admitir. Quando conheces a mulher certa, deves ter medo de a perder, quer seja para outra pessoa ou para uma das muitas tragédias da vida. Deves ter medo.

Ela tornou-se a sua vida, e se for para a perder, ele irá perder a si mesmo — a pessoa que ela o ajudou a ser. Ela é tão parte dele como ele é parte dele próprio.

Ele tem medo pela mulher que ama e aceita os seus medos; ele abraça-os. Ele deixa que isso o guie e o ajude a perceber o quão importante esta mulher é realmente para ele.

Homens de verdade têm medo — têm mais medo do que o resto dos homens. Não é um sinal de fraqueza, mas sim um sinal de auto-compreensão.


Ele acredita que ela merece o mundo, e está preparado para lhe dar.

Ele quer ser o tal que a leva a conhecer novos locais, novas comidas, vinhos e aventuras. Ele quer ser o primeiro na maior quantidade de experiências possíveis porque, tal como ela é parte dele, ele deseja ser parte dela.

Ele quer que ela um dia olhe para trás e relembre todas as suas fantásticas aventura e sorria – é tudo o que ele se preocupa. Ele está interessado em fazê-la sorrir, em fazê-la sentir-se bem com ela própria, com a sua vida, com as suas experiências e sua decisões.

Decidir com quem deves passar o resto da tua vida é discutivelmente a decisão mais importante que uma pessoa pode fazer na sua vida.


Ele não consegue pensar em nenhuma razão para demorar mais um minuto que seja.

Nenhuma razão boa, pelo menos. Claro, ele pode inventar desculpas ou conjurar alguns faz de conta e cenários altamente improváveis, desilusões até, para fugir da possibilidade de partir o coração. Homens de verdade não fazem isso, no entanto, cobardes sim.

Ele não consegue pensar em nenhuma boa razão para hesitar, para esperar mais um minuto que seja antes de lhe mostrar exactamente o que sente, porque não existe nenhuma. Ela é a mulher certa. Se ele deseja ser o homem certo, ele tem quer decidir ser – e isso começa com o primeiro passo.

Frequentemente, as pessoas escolhem não ver todas as boas razões para partir, para desistir. A maior parte dos relacionamentos está condenado porque são entre dois indivíduos que não podem trabalhar juntos.

Mas quando encontras a pessoa certa, não existem razões para resistir.

Podes encontrar desculpas de m*rda, mas são apenas desculpas. Um verdadeiro homem é honesto com ele próprio. Quando ele sabe que encontrou a mulher certa, ele torna-a na sua única mulher!

TEXTO DECalos Souza
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS