gianecchini_e_mae_por_isabel_garcia

 

 

Mãe, ser responsável por nos amar incondicionalmente, representante física de Deus, que sempre nos ensinou que a felicidade é a chave para a vida, que nos aceitou em seu ventre quando nos aventuramos a nascer, que nos abrigou nos seus braços quando tivemos medo, que nos deu colo quando estivemos carentes e aconselhou quando nos viu entregues a desorientação.
A pessoa responsável por forjar nosso caráter e transmitir ensinamentos tão preciosos, nos deu lições indispensáveis, nos preparou para a vida indicando as entradas e saídas, sabendo exatamente quem somos e até onde podemos ir. Enquanto os outros nos conhecem superficialmente elas enxergam através, por trás das palavras não ditas, das lágrimas às escondidas, dos medos bobos, da dor atrás de um sorriso.

Mãe não sabe só indicar medicamentos para nossas dores físicas, curar nossas feridas e fome, trocar a roupa suja, dar banho e pentear o cabelo. Mãe tem também as palavras certas para as crises internas, os abraços necessários para os tempos difíceis e o colo perfeito para quem quer chorar e desabafar. Conhece de olhos fechados o ser que gerou. Embora não possa interferir nas decisões, nem mudar nossos pensamentos quando empacamos em desobedecê-la  está sempre dispostas a nos aceitar de voltar e ajudar a juntar os cacos do chão sem pedir nada em troca.

Tudo isso porque a mulher fatal, dócil, independente, dona de casa, cozinheira, amorosa, humana, simpática, sorridente, feliz,  que está em sua vida desde que você se entende por gente, achou em você mais um motivo para viver, mais uma forma de amar.

Não importa a qualidade ou especificidade mãe é só uma e nela devemos depositar todo o nosso amor. Presentes ou não, na terra ou no céu, branca ou negra, obrigado mãe por tudo que somos, por toda a estrutura emocional que nos fez chegar até aqui. Obrigado pelos conselhos, pelas broncas, pelo cuidado especial, pelos sermões, pela torcida, puxões de orelha e  beijões na frente dos colegas, o que ninguém vai conseguir superar, mãe,  é o seu jeito de amar tão sem igual.
COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS