Foi bom, foi amor, mas ainda bem que acabou

Já tem alguns meses que não nos falamos mais. Há pouco tempo, inclusive, ainda era difícil olhar para trás e lembrar do “nós” que um dia juramos ser eterno, mas que passou a ser apenas uma lembrança no passado daquilo que um dia foi terno.

Já tem alguns meses que não leio uma mensagem tua. Ainda guardo a última: “Amo você. Sonha comigo.” Já faz um bom tempo, não? Isso foi um pouco antes de discutirmos.

E eu sonhei contigo, ontem pra ser mais preciso, mas não foi um sonho bom não. Foi quase um pesadelo, sabe?

Nós ainda estávamos juntos e o que eu mais queria era acordar daquilo tudo.

Quando acordei, ainda meio assustado, agradeci a Deus pelo fato de tudo aquilo ter ficado no passado.

Enfim, depois de tanto tempo sem você ao meu lado, às vezes, lembrar de tudo o que passamos é até um pouco engraçado.

Acho que crescemos muito depois de tudo, e nosso relacionamento foi crucial para que eu lapidasse um pouco mais meus ideais sobre o amor.
Foi um pouco esquisito ficar sem falar com você. Afinal, nos falávamos todos os dias e compartilhávamos tudo o que acontecia. No entanto, o tempo foi passando e aquele sentimento estranho foi esmaecendo até não ter mais efeito sobre mim.

Agora, sinto um alivio no peito, como se depois de muito tempo, eu finalmente pudesse respirar direito.

Foi bom, foi amor. Disso, eu nunca duvidei, como sei que você também não. Mas acabou que não era pra ser, sabe? Hoje eu desisti de tentar entender o que nos levou, de fato, ao fim de tudo. Simplesmente acabou. Foi amor, teve dor, meu coração quebrou, mas no fim, se remendou.






COMENTÁRIOS