Você tem aquela cara que quase diz: “meu bem, eu só sirvo para despedaçar o seu coração”.

Escrito por Jéssica Pellegrini, colunista do Sábias Palavras.
Veja mais sobre Jéssica clicando aqui.

Você é uma incógnita gostosa de desvendar…

Você não presta, mas eu gosto. As pessoas não te levam a sério, e também não consideram a sua opinião quando o assunto é relativamente importante. Talvez você precise crescer um pouco mais e adquirir maturidade, mas isso não sou eu quem vou julgar. Você tem um jeito único de olhar e morder os lábios para me provocar. Aliás, isso é o que você faz de melhor: seduzir. Você sabe que a conquista é uma arte e faz de tudo para me pegar na sua armadilha. Sou obrigada a assumir que, na maioria das vezes, você consegue isso facilmente.

Você tem esse jeito traiçoeiro de querer fazer tudo certo, mas nunca revelou as cartas guardadas na manga. Eu sei que você tem várias, eu sei. Você tem malícia, sabe o que fazer em qualquer situação. Você usa as melhores palavras como argumentos, e não existe ninguém que consiga te contrariar com todo esse seu envolvimento. Você vende, compra, negocia e sempre fideliza. Na malandragem dos próprios interesses, você é foda na persuasão. Você ganha qualquer aposta e acordo. Você parece ter palavra, pronuncia cada uma delas com tanta propriedade que é capaz de deixar qualquer com com a boca aberta. Não gagueja, não treme e parece não sentir medo. Você tem uma segurança fora do normal, uma postura ereta e desafiadora. Você enfrenta, sem pensar duas vezes. Você tem artimanhas nada convencionais, desperta a curiosidade e em hipótese alguma, conta os segredos ou releva os seus pensamentos quando o silêncio domina o ambiente. Você sabe como fazer, e faz bem feito. Eu quero mais…

“Estou com saudade”, “você é diferente de todas”, “eu nunca amei alguém assim”, “sinto a sua falta”, “queria estar com você”, “é a primeira vez que eu sinto isso”, “quero me casar com você”, “você é o amor da minha vida”, entre tantas outras frases clichês que você me envia constantemente. Eu não deveria acreditar em todas essas besteiras, mas o pior é que eu acredito. E dou até uma risadinha quando chega qualquer notificação sua no meu celular. Eu sei que é incoerente as coisas que você me fala com as suas atitudes, mas no fundo, essa ilusão me faz feliz. Você me faz bem, quando eu não estou chorando por sua culpa. Na verdade, a culpa talvez seja minha. Eu sei que você tem esse jeito, que você é assim, mas não consigo te aceitar e isso se torna uma bola de neve com o passar do tempo. Seria mais simples, se eu te excluísse de tudo, inclusive da minha vida, e começasse a seguir em frente sem você. Mas você sabe, e o mundo inteiro também deve saber, que eu não vou há lugar algum sem você. Não faz sentido. Uma vez escutei que amores verdadeiros insistem e, meu bem, eu te provo a cada instante que você é o meu. Eu persisto em te amar. Não por ser uma idiota e gosto de ser tachada como trouxa, mas porquê, em meio a tanta gente que não vale nada, a minha escolha continua sendo você. Podemos nos ajeitar, estou disposta a te endireitar.

Quando eu falo que você não presta, não estou me referindo ao seu caráter. O problema é que a gente sempre espera, o que oferecemos. E, bom, convenhamos que nunca foi recíproca a nossa relação. Sempre existirá um lado que ama mais, e obviamente essa é a minha posição. Eu sou quem ama mais, quem mais se entrega e se dedica. Não estou reclamando. Faço isso com o maior prazer do mundo, e também não quero mudar. Mas sinceramente, se eu tivesse um pouco mais de reconhecimento e valorização, você me faria completa. Entendo que estar completa é a junção de vários elementos primordiais e, vejamos, se eu tiver você e um pilar de segurança, não precisamos de mais nada. É só isso que eu preciso. Eu tenho uma frequente sensação de que você vai despedaçar o meu coração, a qualquer momento ou lugar. Caminho pisando em um campo minado, não sei muito bem a direção, mas eu continuo. O receio não me faz parar, mas me faz pensar. Parece que os meus neurônios estão queimando. Busco melhorias e respostas para as minhas perguntas, mas não obtenho nenhuma delas.

Eu só queria que tudo fosse mais prático, queria ter um relacionamento convencional. Onde as pessoas ficam juntas porque elas se gostam e querem estar juntas. Ter você quando eu for dormir e acordar. Preparar o seu café da manhã na cama. Não é assim que os casais fazem? Me sentir motivada a preparar uma surpresa, dar algum tipo de agrado. Queria ter você para me acompanhar em uma balada, uma festa, no cinema e no parque aos domingos. Queria que você me atendesse quando eu precisasse desabafar, ou comemorar. Eu queria saber que eu tenho você, e solidificar cada vez mais os nossos laços. Eu queria te levar para jantar, queria que você frequentasse a minha casa e conhecesse a minha família. Eu queria namorar você. Não, eu quero namorar você. É tudo o que eu mais quero.

Eu só queria uma certeza: de que você está comigo porque quer futuro, porque você gosta. Não precisa fazer juras de amor, nem declarações explícitas. Eu não quero isso. Eu não quero que esteja comigo porque é conveniente, confortável ou simplesmente legal. Eu quero me sentir especial, quero me sentir sua e te fazer sentir tesão todos os dias. Eu quero me sentir desejada, importante. Eu quero ser o que você nunca teve e, por fim, te oferecer o que nunca ninguém te deu. De corpo, alma e sentimentos, é você quem eu quero.

Não me enrole, não faça jogos e muito menos dramas. Fale de uma vez por todas o que quer comigo. Se for o mesmo que eu, ótimo. Mas caso contrário, use a sinceridade para libertar a sua consciência pesada. Não sinta piedade, não tenha dó, eu sei me virar. Você é o meu amor, não o meu ar. Portanto, com ou sem você, eu continuarei viva. Viva para sonhar, correr atrás, compartilhar e dar todo amor para quem quiser contribuir e somar. Se não for você, o destino me mostrará. Mas por hora, eu desejo apenas que você queira o mesmo que eu. De gente vazia, eu já estou cheia. Então, se você realmente quiser ficar, transborde.

Meu bem, não se ausente tanto. Hoje estou aqui, amanhã não se sabe. Se você optar pelo silêncio, aprenda a lidar com a saudade.

E agradeça, pois, eu nem vou te cobrar por todo o estrago causado.

Pague parcelado com a amargura dos seus próximos amores.

Estou lavando as minhas mãos…






COMENTÁRIOS