Você não pode salvar todo mundo

Você vai achar que consegue, que é algum super-herói e que dessa vez vai. Vai ver as marcas na pele e buscar algum remédio de-ses-pe-ra-da-men-te pra tentar curar alguma coisa ali dentro, mas os cortes são profundos, quase dá pra ver lá dentro, quase daria pra ver se o sangue não coagulasse, mas você não desiste.

Você acorda de manhã cedo e traz o café na cama, um livro antigo de poesias e diz que o melhor presente é a companhia. Sorri e você nunca foi tão feliz assim, foi? Talvez esteja dando certo, talvez você esteja conseguindo. Você se empenha e tenta, tenta hoje, tenta amanhã, aos poucos consegue progresso.

Uma vez eu também achei que poderia salvar e consertar e mexer lá dentro de alguém que era muito importante pra mim. Doía em mim quando ela chorava, doía em mim quando eu não podia fazer nada pra botar os demônios dela pra fora de casa e organizar o caos. Doía pra cacete porque não era algo que eu pudesse controlar. A gente sempre acha que pode controlar o destino do outro, a forma como as coisas vão ser, mas não pra mensurar o estrago que ele já sofreu. Só nos resta admitir que esse processo vai ser baseado na tentativa e no erro: 50% de chances de salvar tudo no fim do dia, 50% de chances de voltar pra casa desolado.

Você, assim como eu, talvez encontre uma renúncia, uma recusa, um “muito obrigado por ter tentado, mas não é pra ser, ainda dói muito”. Você talvez entenda que não dá pra salvar alguém enquanto você se destrói porque aí é trocar elas por elas, não é amor, é egoísmo puro da outra pessoa. Você talvez entenda que a culpa não é sua, que houve esforço, que houve vontade, mas você não pode salvar alguém de si próprio.

Algumas pessoas se devoram, outras não foram feitas para serem salvas pela gente.

Pode ser que um dia ela acorde e perceba que o lugar dela não é ali. Pode ser que você tente por uns dias, meses, dois anos e nada, tudo continua lascado quebrado rasurado. Pode ser que não seja com você e que ela encontre no próximo amor alguma coisa mágica, alguma coisa que você não tinha que vai desbloquear os obstáculos dentro dela. Existe todo tipo de gente que você vai encontrar para salvar e não vai poder ser salva.

É normal isso porque você não é um super-herói.

Uma vez minha mãe me disse que você não pode ganhar todas as batalhas da vida. Você tem que escolher quais batalhas deseja realmente lutar e quais batalhas está disposto a abrir mão. No amor não é muito diferente, o que muda aqui é que a ferida é mais profunda e vai além da dor física. Porque é frustrante, acredita em mim, frustra pra caramba perceber que não era você, que não era pra ser, que talvez nunca seja com aquela pessoa. Mesmo que a culpa não seja sua.

Às vezes você não pode fazer nada a não ser cuidar e tentar ajudar alguém. É o máximo que você pode fazer com esse amor todo que sente. Existem pessoas que não querem ser salvas e vão demonstrar isso com o tempo, seja pelo comodismo ou pelo medo de ter que encarar o mundo real. Existem pessoas que só podem se salvar sozinhas, não adianta, tem gente que precisa aprender a nadar. E existem pessoas que vão ser salvas, mas não por você. Você não pode salvar todo mundo.

Fonte: entretodasascoisas

COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS