VOCÊ NÃO PODE ENTRAR E SAIR DA MINHA VIDA A HORA QUE QUER

Você nunca soube o que dizer. Você nunca soube explicar. Hoje não quero mais explicação nenhuma. E não é por você, é por mim. Eu não quero carregar comigo essa mágoa, porquê é pesada demais e eu não mereço carregar esse peso.

 

Você entrou na minha vida sem bater, arrombando a porta e se instalando sem permissão. Para você eu era só um capítulo, mas para mim você se tornou o livro todo. Minha alma guardava o que minha mente tentava esquecer. Eu sabia que sofreria quando você sumisse novamente, mas mesmo assim eu tentava, insistia. E a vida veio e esfregou na minha cara o que a minha intuição tentou me alertar tantas vezes. Você me julgava vulnerável e ninguém se torna vulnerável por saber amar. Eu só queria ser o seu “Nunca senti isso por ninguém”. Você aparecia, sumia e eu ficava aqui, sozinha no escuro esperando você descobrir o que sentia.

 

Não dá para sentir cada dia uma coisa! Você queria o que? Me enlouquecer? Depois de noites de cumplicidade, de entrega, de amor, você desaparecia, e eu me torturava por dias e até semanas tentando entender o que eu tinha feito de errado para você de afastar de mim assim. Eu buscava os motivos para esse seu comportamento. Eu me punia tentando encontrar uma saída para impedimentos que eram seus, e não meus. E você nunca fez um gesto para me tirar daquele inferno. O que foi que você viu em mim que provocava tamanha rejeição? Passei mais de um ano revirando essa história e hoje eu acho que entendi. Você é fraco, covarde e inescrupuloso.

 

A mulher que você abandonava sem o menor cuidado e depois seduzia de volta morreu e foi você quem matou. Eu vivi esperando que as coisas mudassem, que você mudasse, até que um dia eu mudei e percebi que mais nada precisava mudar. Quem está indo embora desta vez sou eu! E não da forma covarde que você fazia. Vou embora assumidamente! Porque eu vivo num mundo de gente honesta, que se respeita. Que sabe dar e receber amor. E você, não ouse falar de amor. Essa palavra não te serve. Não cabe nas suas escolhas, na sua boca e na sua vida. Sua vida foi projetada para uma pessoa só. Você mesmo. Você tem esse direito, mas não pode fazer o que faz. Convidar uma pessoa para voar com você, para depois se sentir sufocado, sem espaço e jogá-la do alto, sem paraquedas. Por isso não tente, nunca mais, se aproximar da minha vida.

 

Não adianta dizer que tudo mudou. Nada mudou. Você continua o mesmo. Você entra e sai da minha vida como se eu não existisse. Independente do que aconteceu, eu existo! Existo e sou muito melhor do que você. Eu te amei, mas meu amor próprio é ainda maior. Não me imponha nunca mais essa sua gangorra emocional!

Escrito por Monika Jordão, colunista do Sábias Palavras.

Escritores4-01

FONTESábias Palavras
TEXTO DEMonika Jordão
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS