Mais um dia, e você aí pensando nele. Mais um dia, e você sofrendo por causa de você. Isso mesmo. Talvez a culpa já não seja mais dele.

Eu sei, foi ele que desencadeou essa avalanche de tristeza, mas se você continua mergulhada na dor, depois de tanto tempo, talvez seja preciso parar um pouco e se perguntar se não é você quem está causando isso a você mesma.

Não pense que isso é algo anormal, porque não é. Nós temos essa mania de nos auto sabotar, de optarmos por continuar sofrendo, enquanto acreditamos na ilusão de que perdemos algo de muito valor, quando na verdade foi exatamente o oposto disso.

Talvez tenha sido mais um livramento do que uma perda. Já parou pra pensar? Às vezes, a gente tem uma visão muito limitada de tudo o que acontece ao nosso redor e não conseguimos analisar da forma correta o que estamos passando.

Tanto que nem percebemos quando a vida está nos colocando num caminho melhor, nos livrando de mais sofrimento gratuito e não nos afundando mais na dor, como pensamos na maioria das vezes.

Pare de sofrer por alguém que simplesmente escolheu sair da sua vida quando poderia ter ficado. Pare de se lamentar por alguém que não ligou para o que você sentia e nem pensou no buraco que estava abrindo no seu coração ao fazer de tudo para acabar com o que vocês tinham.
Pare. Pare por um segundo e pense no estrago que poderia ser causado se ele escolhesse ter ficado. Quando as coisas não vão bem e a gente insiste, mesmo sabendo, lá no fundo, que aquilo já não tem mais futuro, estamos só garantindo mais um pouco de desamor.

Você não perdeu nada, menina. Acredite.

Apenas pense no bem que você faz a você mesma deixando esse “amor” ir embora.  Pare um pouco, e tente entender que o futuro reserva o melhor pra quem ousa viver.

 

Escrito por Allison Christian.

COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS