Você é incrível, e precisa descobrir isso!

Acho engraçado como a maioria de nós não faz a menor noção do quanto é incrível. Sim, incrível. E porque não sabemos, porque não enxergamos, não damos o devido valor a nós mesmas, ao que somos, a história que construímos, a vida que vivemos.

Incrível é sempre o outro, porque a vida do outro parece ser perfeita, ao contrário da nossa. Mas o outro, não raras vezes, também acha  que algum outro é que tem a vida maravilhosa, é que é maravilhoso, e não ele.

E nisso a gente perde tanto, a gente gasta tanta energia tentando ser o que já é, mas não sabe, que o tempo passa, não nos damos conta de tudo o que nós somos e deixamos de viver muitas coisas por isso.

Cada uma é bonita de um jeito, e é justamente nisso que reside a beleza, porque que graça teria se todas fôssemos iguais? E que graça teria se fôssemos “perfeitas”? Perfeição cansa, perfeição é óbvia demais pra ser bonita de verdade.

Bonita  mesmo é aquela covinha que aparece quando ele ri, a barba por fazer, o olho pequenininho, o nariz meio torto, o riso rasgado e tantas outras “imperfeições”. Sim, bonito é enxergar a beleza onde ela parece não existir, bonito é ver mágica no simples, no comum, no esquisito, no que é imperfeitamente perfeito.

O que faz de você uma mulher incrível não é a ausência de celulites, o corpo malhado, o cabelo liso ou o rosto de boneca. O que te faz incrível é aquela gargalhada fora de hora, o sorriso largo, a alegria que contagia, o humor que desarma, o olhar que deixa o outro sem chão…

Perfeição é um padrão, e ninguém se apaixona por padrões. Nos apaixonamos por pessoas, inclusive pelas suas imperfeições, e é nisso que tá a mágica da coisa.

Uma pessoa linda pode até chamar mais atenção (e chama!), mas ninguém ama uma pessoa porque ela é linda, assim como ninguém ama uma pessoa só porque ela é perfeita. A gente ama aquela faísca que surge do nada e faz a “cabeça virar’. A gente ama a certeza nos olhos do outro. A gente ama mesmo o que a gente sequer consegue explicar.

E quem disse que “faísca” tem a ver com beleza? Tem nada! Isso é pele, é química, daquelas que quanto mais a gente mata a vontade, mais forte ela fica.

O que eu quero dizer com tudo isso? Simples: olhe pra você, mas olhe com carinho, e se apaixone perdidamente por si mesma.. Redescubra a mulher maravilhosa e única que você sempre foi, e enxergue o quão incrível você é. Incrível com todas as suas imperfeições, aliás, incrível inclusive por causa delas.

Sim, por causa delas, e isso te torna tão especial que você não só aceita suas imperfeições, como  dá risada de cada uma delas. Mais leveza na vida, sabe? Mais humor, mais ternura e menos dureza ao olhar pra nós  mesmas: é disso que a gente precisa!

FONTEJuro Valendo
TEXTO DEJu Lopes
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS