Um dia você vai encontrar alguém que te surpreenda

Às vezes, o melhor da vida acontece entre um café, entre coincidências e desencontros improvisados.

Um dia tu vais encontrar alguém que vai tocar fundo no teu peito, que vai entrar sem pedir licença e lá se vai instalar como se fosse um inquilino antigo, que vai desabotoar o teu sorriso como quem desabotoa a tua blusa, que vai elogiar-te não por sentir obrigação de o fazer mas por gostar de dizer a verdade para ti.

Um dia tu vais encontrar alguém com voz macia que te irá arrancar suspiros a cada sussurro ao pé do ouvido, que te cantará músicas idiotas aos domingos de manhã, as quais tu acharás lindas, que irá ler para ti antes de dormir, que vai vigiar o teu sono enquanto ouve as batidas do teu coração a ecoar no silêncio da noite como uma mimosa melodia, que em noite de lua alta vai levar-te às nuvens e dizer-te, enquanto olha nos teus olhos, que tu és a melhor companhia para toda a sua vida.

Um dia tu vais encontrar alguém para partilhar alegrias e vitórias, mas que também estará lá para te levantar depois de uma dessas rasteiras que a vida nos dá, alguém que te vai dizer para seguires em frente quando o resto do mundo for um sinal vermelho a mandar-te parar.

Um dia tu vais encontrar alguém que não te vai entender completamente e que por isso mesmo vai esforçar-se ao máximo para se embrenhar nos teus mistérios, nos teus questionamentos mais íntimos.

Um dia tu vais encontrar alguém que te queira por inteiro, porque o amor não vive de metades, alguém capaz de te tirar o fôlego com apenas um sorriso bobo ou um elogio desajeitado.

Um dia tu vais encontrar alguém que te vai mostrar que bonito mesmo é o que não pode ser expresso por palavras, aquilo que fica entalado na garganta quando os olhos brilham, que um abraço vale mais que mil palavras, que saudade é o nome que se dá quando a gente mora mais no outro do que em nós mesmos.

Mas tem calma. Se ainda não encontraste esse alguém, não precisas de desesperar e sair a bater de porta em porta e a perguntar se alguém viu o amor da tua vida por aí. Ainda há tempo, sempre há.

Às vezes, o melhor da vida acontece entre um café, entre coincidências e desencontros improvisados.

TEXTO DEJocê Rodrigues
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS