Tudo o que ela não sabe

Olha ela. Tão linda, tão cheia de vida. Tão ela, manja?
Ela brilha sozinha.
Ela é diferente de qualquer uma que você já conheceu.
Ela encanta até os mais desencantados.
Ela dá vontade de não voltar pra casa.
Pena que ela não sabe disso.

Ela inspira. Ela ensina. Ela é exemplo até quando não se esforça pra ser.
Ela é tão determinada. Do tipo que corre atrás mesmo, entende?
Ela não empaca, não desiste, não desanima.
Vai atrás do que quer e sabe que conseguir é só questão de tempo e esforço.
Ela é demais sendo apenas o suficiente.

Mas eu não sei o que acontece. Quando o assunto é o coração, ela murcha.
Ela perde o brilho. Ela fica pequenininha feito lua minguante. Ela não é mais ela.
Ela deixa que façam com ela o que ninguém deveria fazer com outro alguém.
Ela não sabe o valor que ela tem.

Ela perde toda a força no momento em que o coração bate mais forte.
Ela joga fora toda a determinação no momento em que as borboletas aparecem no estômago.
Ela dá adeus a toda a coragem no momento e que as pernas cambaleiam.
E então surge uma mulher submissa e permissiva que em nada lembra a mulher forte e determinada que ela realmente é.

Na vida ela luta feito bicho, no amor ela deixa que a tratem feito bicho.
Quais as mentiras que o espelho tem contado para ela?
Porque ela não vê o que todo mundo vê?
O que falta para ela entender que só ela é a cura para o seu coração já tão maltratado?

Se ela prestasse um pouco mais de atenção veria que quando ela sorri o quarteirão inteiro para e admira.
Perceberia que não há nada mais perfeito do que a onda que o seu cabelo faz quando cai no rosto.
Notaria que a sua gargalhada enche de vida até os dias mais nublados.
E entenderia que o primeiro e maior amor da sua vida está do outro lado do espelho.

Ela é apenas ela.
Não há ninguém nesse mundo mais ela do que ela.
E não há nada mais incrível do que ser ela.
Pena que ela não sabe.
Ainda não.
Mas um dia ela vai saber.

FONTEDeu Ruim
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS