Termino de namoro é algo natural

Não vou ignorar o fato de que você existe por não estarmos mais juntos. Não vou fingir que estou bem se não estiver. Menos ainda postar alguma lição de moral, ou coisa assim. Continuo sendo eu mesma. E como você sabe, sou de fases. Vou vou estar muito feliz e, às vezes, triste por qualquer motivo. Isso não quer dizer que ambas sejam pelo nós que não existe mais. Aprendi uma coisa importante: términos são como começos de namoro. Acontecem de uma forma cheia de emoções, depois eles fluem naturalmente e seguem seu melhor caminho.

De vez em quando sinto sua falta. Bate uma saudade das coisas que fazíamos juntos. E admito que voltar pra casa sozinha a noite é bem chato. Às vezes no caminho desejo você ali comigo. Mas é melhor mesmo cê não estar. Continuar quietinho na sua fazendo o que estamos fazendo para o nosso bem. Afinal, quando chego em casa tudo isso passa. Volto a lembrar que dá sim para ser feliz sozinha. Faço minhas coisas sempre precisar de ninguém. E me sinto tão bem. Acredito que aconteça o mesmo contigo.

É normal. Nos apegamos nas pessoas achando que não vamos. Quando a ficha cai nem lembramos da nossa rotina sem ela. Aconteceu comigo. Talvez com você. E é difícil esquecer, mas não impossível. O principal elemento para conseguir é realmente querer tentar. Eu, por muito tempo, não quis. Mas quando decidi querer percebi que só não queria não querer. Deu pra entender? Espero que sim.

Uma sinceridade?

Não queria falar para não demonstrar muito mas, como esse é texto é meu, e nele eu conto o que quiser: ainda gosto muito de você. Sinceramente um pouco mais agora. Há meses estava com bloqueios e nem lembrava mais o que era madrugar de tanto escrever. Com tudo o que aconteceu, por mais complicado que tenha sido, você me fez de alguma forma sentir de novo. Pode ter sido raiva ou saudade, mas não deixa de ser algo forte e sincero o suficiente para me fazer querer tirar do meu corpo e passar a limpo aqui. Inclusive você nem faz ideia de quantos textos lindos já consegui escrever. E que continuemos assim.

Escrevi demais sobre te amar. Chegou a hora de falar sobre te esquecer.

E, ai, isso foi meio difícil de escrever.

Mas acho que é melhor dessa maneira.

E saiba que quero te ver bem. Não esquecendo que um dia foi exatamente assim que você me fez sentir. E é assim quero que a gente se sinta. Bem.

FONTE18 Coisas
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS