Tem que ser recíproco

Imagina que você olha bem uma loja, passa um tempo considerável analisando todos os produtos até achar aquele que é perfeito pra você, relembra seu histórico financeiro, lembra das compras passadas e de ter que devolver alguns produtos, pensa mais um pouco, olha em volta pra ter certeza, mas decide comprar.
Paga parcelado em trocentas vezes (porque todo relacionamento é cobrado ao longo do tempo) e quando recebe o produto é uma caixa vazia.
Tem relacionamento que é exatamente isso.

Você quem se doa, quem corre atrás, quem se entrega.
Quem dá carinho, atenção, amizade,  suporte, sexo.
E é você, só.
O outro tá ocupado demais recebendo isso tudo, meio que “não sobra tempo pra retribuir”.

O pior é quando a retribuição, a retribuição mínima que seja (tipo, sei lá, um presente bobo ou um convite pra um restaurante) se torna grande coisa pra você.
Se você se acostumou a se doar e receber migalha em troca… eu sinto pena de você.

Ou não. Nem sinto.
Cada um deveria saber quanto vale o próprio tempo e principalmente o próprio amor.
Se o seu vale migalhas, fazer o quê?
Texto: 7 Medos em um Relacionamento

Tem que ter reciprocidade sempre.
Tem que ter companheirismo.
Tem que ter uma troca mútua de coisas boas.
Eu cuidar bem de você, você cuidar bem de mim.

E não importa se é um relacionamento de 1 mês, 10 meses ou 10 anos.
Não importa nem se é um relacionamento declarado ou não.
Se você recebe, você devolve.

Acredito que só assim pras coisas funcionarem de verdade.
A reciprocidade mantém tudo mais próximo e até mais íntimo.
A confiança aumenta, a segurança também.
Você sabe que pode contar com aquela pessoa.
Sente que ali é um porto seguro.
Que aquela é a pessoa que você pode contar pra qualquer coisa.

Reciprocidade não é difícil, apesar de algumas pessoas teimarem em fazer ser.
É só você ser o melhor possível pra quem tenta ser o melhor possível pra você.
É simples assim.

Se te convidarem pra sair, convida de volta.
Se receber carinho, dê carinho também.
Se ouvir coisas boas, diga!

E não espere receber tudo isso pra devolver.
Dê você o primeiro passo e receba de volta depois.
Você vai ver que a reciprocidade gera um ciclo de coisas leves e boas.

Mas principalmente: se te amarem, ame de volta.
Ame com força, com vontade. Sem medo.
Ame como se não houvesse amanhã.

Egoísmo sentimental é uma das piores coisas que você pode dar pra quem se importa contigo.
E hoje em dia ter alguém que se importa de verdade é tão raro…
Então dê de volta tudo de bom que você recebe, ou saia do caminho pra que outro possa fazer de verdade no seu lugar.

FONTEDeu Ruim
TEXTO DEHudson Baroni
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS