Te desejo sorte, amor.

Eu te desejo sorte, amor. Desejo que alguém te abrigue por aí, e não te deixe sonhar sozinho. Desejo que você acorde bem pra vida e que a vida acorde bem pra você também. Desejo que o teu caminho não cruze qualquer estrada e que você não pare em qualquer esquina quando for esquecido. Desejo que você não se sinta perdido quando alguém passar por tua vida e ir embora sem te agradecer ou justificar a partida. Desejo que você encontre um bom peito pra dormir, um bom ombro pra encostar a cabeça e uma boa pele pra te esquentar e te assegurar que tá tudo bem. Desejo que você sinta saudade de verdade, saudade sadia, saudade com vontade de ter saudade. Desejo que você saiba agir quando alguém te der um beijo no rosto e ir embora em silêncio. Desejo que o teu silêncio se encontre em algum olhar. E que o teu olhar, seja entregue ao amor e não ao acaso.

Desejo que você ligue quando tiver vontade, e não por obrigação. Desejo que em cada letra dessas mensagens fofas que escreve, more sinceridade. Que cada frase do teu discurso seja espontânea e não mais ensaiada. Que cada canção que cê tentar cantar, mesmo que, desafinando, seja primeiramente sentida. Que as mordidas nos lábios continue sendo o teu charme, mas que o teu charme aprenda a ser mais verdadeiro com o sentimento dos outros. Desejo que os teus olhos consigam abrigar alguém, que a tua vida e a tua cama seja ocupada, que o teu colo tenha sempre alguém pra sentar. Te desejo espaço pra sinceridade entrar e que você possa hospedar um amor maior do que você pensa. Te desejo colo, bons olhares e uma boa cama pra dormir, porque te desejar gente não adianta muito se a realidade e transparência em você fazem falta. Desejo que todos os teus olhares fixos deixem de ter a intenção de aprisionar alguém e que passe a ser livre como todo mundo precisa ser. Desejo que os teus abraços não continuem enganando e que você aprenda, de verdade, o significado da ligação. Desejo que você continue sorrindo quando alguém escolher sumir da tua vida sem te explicar.
Desejo que você sinta o gosto da cerveja, do beijo, e do amor de uma só vez. Desejo que você realmente se embriague de amor sem ter receio da ressaca. Desejo que sinta sede dos beijos de alguém, que lamba os beiços após um bom sexo e que saiba como é sentir a insônia quando alguém, simplesmente não te liga depois disso. Desejo que você se equilibre no desequilíbrio de ser esquecido. Desejo que os teus beijos façam sentido e que o teu sexo seja sentido por amor e poesia, e não por desastre e terapia. Desejo que você entenda os seus tropeços, afundamentos e escoriações. Desejo que aceite os seus traumas, se desprenda de um passado que deixou de ser teu e não culpe ninguém por isso. Desejo que ninguém te culpe também. Mas se culpar, te desejo bons amigos e uma boa programação nos finais de semana. Desejo que você em hipótese alguma, diga, soletre ou escreva a frase ”eu te amo” se não sentir o significado de senti-la. Desejo que você não engane, não iluda, nem convença alguém de apenas um desejo que desaparece de você e você se confunde de como e quando se tornou nada. Desejo que você saiba se comportar com uma pergunta sem respostas, com uma mensagem visualizada, com uma ligação ignorada, com um adeus mandando pelo vento e um fim carimbado pelo silêncio. Desejo que as tuas noites somem muitos vinhos, cervejas e sorrisos. Desejo que os teus sorrisos sejam bem reais e o motivo da graça de ser feliz seja natural, tão natural quanto o amor a ser sentido sem questionamentos. Desejo que a tua saudade tenha tempo de ser sentida quando ignorada. Desejo que você passe por todas as estações, mas que, cresça, floresça, renasça. Desejo que você só fotografe com vontade de ficar. Só fique pra um café com vontade de voltar. Só volte com vontade de continuar. Desejo que você não ame por tardes vazias, por impulsividade, carência ou tédio dos dias frios. E se alguém um dia, te prometer amor, desejo que você consiga se manter dentro de si depois de confiar em uma viagem, parar na porta de embarque enquanto vê o outro sumir da tua vida. Desejo que você tenha calma em esperar pela próxima condução, que a vida te leve e que você desapegue de todo o peso de uma bagagem fracionada em engano. Desejo que você siga se descer na estação errada ou te deixarem no meio do caminho. Desejo que você se vire bem nas curvas da vida, nas derrapagens e nos precipícios que empurram a gente. Desejo evolução do teu amor traumático. Te desejo boas reações nas armadilhas em corações acorrentados e bons resultados nos enganos que são pra gente como você foi pra mim. Desejo que você aprenda a desviar da queda se te roubarem o paraquedas. Mas se a queda for inevitável, te desejo tempo.

Desejo que você ame alguém de verdade, mas se não for verdade, desejo que consiga se virar com as tuas mentiras. Mas se não for amor, desejo que saiba decorar o vazio que sentir. Mas se não for ninguém, desejo que você fique bem, como fiquei quando você não foi verdade, nem amor, e se tornou ninguém.

Desejo que você não fique pra trás, mas se ficar, aprenda com a bagagem furada e a sala de espera. Te desejo uma boa bula pra entender a cura de um desejo imenso ignorado. Te desejo que péssimas brigas acabem em um ótimo sexo no final das contas. Desejo que você só apresente alguém à sua família se tiver um bom motivo e não uma péssima intenção. Desejo que você sinta e consiga interpretar a letra de uma música antes de enviá-la entre aspas pra alguém. Te desejo uma boa receita que adoce você e faça alguém te provar pelo que você é, e não pelo que você tenta ser. E se alguém resmungar do gosto, te desejo alguém com um paladar do seu nível. Te desejo sorte, porque a minha sorte é estar livre de você. Te desejo amor, muito amor. E que não sofra por alguém. Mas se sofrer, lembra do que foi pra você e você não foi nada. Mas se não foi nada, lembra que sorri quando você sumiu daqui. E ri ou chora, mas por favor, cresce.

FONTEIandê Albuquerque
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS