Tantos motivos pra ficar… E você quis ir

Costumam dizer que amores vem e vão, que o pra sempre sempre acaba e que nada na vida é pra sempre. Eu sempre quis discordar de tudo isso, sempre achei muito trágico, talvez fossem frases de pessoas com grandes desilusões amorosas. Mas a maturidade e o tempo te ensinam que não! Achar que um amor pode ser eterno ou é coisa de adolescente ou é coisa de quem já viveu um amor eterno.

Pra nós dois, entre todas as promessas, todos os sonhos e todos os planos, o que restou foi a saudade. A gente realmente tinha tudo para dar certo e, talvez, viver o pra “sempre juntos”, sabemos disso, mas a sua vontade de querer ser livre colocou ponto final em todos os “nós”. Agora somos “eu, você e uma saudade”.

Existem um milhão de motivos que poderiam ter feito você ficar, eu insisti em quase todos eles, mas apenas um te fez ir, só a sua vontade de querer voar. A sua liberdade me rendeu longas noites de choro, olheiras e menos 4Kg.

Em poucos dias, senti a dor de uma vida inteira. Meu coração, em pedaços, foi ao encontro do pior lado que o amor pode ter. Sim! Também aprendi que o amor tem dois lados, o bom e o ruim, você me mostrou o melhor lado dele…e o pior.

Eu não conseguia enxergar nada que pudesse me fazer bem, nenhuma presença que me amparasse e tudo o que eu precisava era de você deitado do lado esquerdo da cama, me fazendo cafuné e reclamando do filme de comédia romântica que eu havia escolhido para assistirmos.

Eu posso te querer durante um tempo, mas durante outro tempo, posso querer outras mil coisas e torná-las minha prioridade e você… será só você.

Mas sendo bem otimista, acredito que o melhor da vida pode ainda estar por vir, e aquele pássaro que decidiu voar, pode ter sido apenas um detalhe dela. As respostas que recebemos da vida, devem nos servir para tomada de decisões. Em determinado momento, você não vai querer mais ter lembranças e não vai querer deitar na cama e chorar durante horas. É hora de descobrir que, agora, quem tem que voar é você. É a sua hora de sorrir!

Aquilo que dizem que tudo serve de aprendizado é bem real. Coisas boas te ensinam e coisas ruins te ensinam mais ainda. Em pouco tempo, a dor vira aprendizado, e essa é a melhor parte de senti-la. No momento dela, não existem palavras que te consolem, não existem chocolates que te acalmem e nem sorrisos que te deem ânimo.

Só o tempo vai te regenerar.

Sim, nossas forças se regeneram, nosso amor se regenera e de repente você vai querer viver tudo o que o mundo tem pra lhe oferecer. Todas as rosas, todos os perfumes, todas as cores, todas as paisagens, todos os humores, todas as sintonias, todos os bares -consequentemente todos os porres- e sim, muitas outras possibilidades de novos afetos.

Enxergar novas possibilidades é um ótimo começo para o recomeço. Outras situações nos tornarão ainda mais maduras e preparadas para uma nova etapa. Amores e desamores sempre farão parte de nossas vidas. Um ensina, e o outro também.

FONTESuper Ela
TEXTO DECarol Ferreira
COMPARTILHAR





COMENTÁRIOS